31 março 2010

Ideológico e sem coração: Blogueiro PTista usa morte de crianças para atacar governo!

Achei que estava demorando, mas até que enfim os assessores da prefeitura resolveram comprar um óleo de peroba pra esses PTralhas.

O interessante disso tudo é que toda a cidade lamentou as mortes de crianças ocorridas em Imperatriz. Se fosse caractetirazado um descaso, o prefeito e a secretaria não seriam perdoados pela população, mas como a cituação é grave e o municipio não consegue reverter por falta de recursos, mostra que a vontade de resolver existe, mas os recursos não!
Desta forma a sociedade abraçou a causa e não condenou o execultivo, a demonstração foi dada também pela governadora que sabe da sua responsabilidade e liberou recursos para que seja implantado mais UTI'S.

Agora, a grande questão, rídicula e condenada pelo Secretário Elson Araujo; A do blogueiro Carlos Hermes do PT em usar a mortes das crianças para fazer sensacionalismo eleitoral, típico, muito típico arti-manha PTralha.

Não reponda a todos secretário, ele não são a voz da sociedade, são PTistas querendo tumultuar o governo, assim como os professores em São Paulo, a CUT hoje, e o MST nas invasões que estam ocorrendo para tumultuar a administração. Foi veinculado no coturno noturno, blog do Jonh Cutrin e Reinaldo Azevedo da veja, a convocação do mensaleiro Dirceu.
Da pra confiar nesse povo? Não dá! São maliciosos, sem projeto e sem coração!
Veja abaixo a nota do secretário que demonstra sua indiguinação com o post do blogueiro, anotem o nome dele, Carlos Hermes, militante do PT.
Até que enfim prefeito, responderam a altura!

Dirigente do PT aproveita caso das UTIs para atacar governo tucano e confundir opinião pública


ELSON


Quarta-feira, Março 31, 2010


Dirigente do PT de Imperatriz, portanto adversário e diretamente interessado em criticar pejorativamente o governo do PSDB, o blogueiro Carlos Hermes usa matéria publicada em O Estado de São Paulo sobre o caso das UTIS para claramente confundir a opinião pública e atacar o governo municipal.


A matéria Ministério Público pede intervenção do governo federal em Imperatriz, trata na verdade do apelo que o promotor de Justiça da Infância e da Juventude João Marcelo Trovão, da Comarca de Imperatriz, fez ao Governo Federal para que amplie a oferta de de leitos de UTI neonatal e pediátrica em Imperatriz, cuja insuficiência tem levado a óbito há vários anos, dezenas de crianças. E não, uma intervenção administrativa como o mencionado blogueiro tenta transparecer.

Na Matéria de O Estadão João Marcelo repete o que tem dito a secretaria de saúde Conceição Madeira “"Se o Ministério da Saúde não ajudar nesse caso, fica impossível resolver esse problema", disse o promotor ao Jornal Paulista.

A Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Imperatriz aproveita o ataque do PT para prestar algumas informações aos leitores


O blogueiro se utiliza do “ titulo da matéria” para atacar , levianamente, o prefeito e a secretaria de saúde.

O blogueiro ataca a secretaria dizendo que com o processo de humanização que ela começou a implementar no Hospital Municipal , com a implantação de um salão de beleza e de uma capela, é uma tentativa de esconder “o caos da saúde de Imperatriz”

Esses mecanismos de humanização já são adotados, com muita eficácia , em várias cidades brasileiras. Aqui em Imperatriz só quem critica a iniciativa são os adversários do governo, como Carlos Hermes.

Vergonha seria a mesmo a secretaria, ciente e consciente dos problemas vividos pelo sistema de saúde da cidade, devido á falta de recursos suficientes para financiar a demanda , “ jogar tudo para debaixo do tapete” e não enfrentá-los de frente , como é o caso das UTIS denunciado anos atrás pela Igreja Católica a organismos internacionais.


Não vale a pena remoer o passado , mas só para efeito de esclarecimento, esse problema da falta de UTI Infantil na rede pública já existia na época do governo de Jomar Fernandes ( PT) a quem o mencionado blogueiro serviu. Naquele governo, como no de agora, foram emitidas diversas ordens judiciais para garantir a internação de crianças necessitadas de UTI.

Naquele tempo a mulher do então prefeito Jomar , também era secretaria, e embora não estivesse na saúde ( ação social) poderia ter intervido e ajudado a resolver o problema.
Na época do governo do PT até ordens de prisão chegaram a ser emitidas, mesmo assim, os dirigentes municipais da época não implantaram nenhuma UTI Infantil no Hospital Municipal , crianças continuaram a morrer na fila de espera.

O problema da falta de UTI Infantil se agravou com o tempo e, só agora, pela primeira vez na história da cidade, o sistema público contará com UTI apropriadas para receber crianças não recém nascidas graças ao “grito de socorro” da secretaria e a conseqüente ajuda do Governo do Estado

Serão implantadas inicialmente dez unidades no Hospital Municipal , na verdade 12, porque duas serão para isolamento, beneficio resultado de uma parceria com o Governo do Estado.


Conceição Madeira não tem nem três meses no comando da saúde e já são visíveis os resultados de seu trabalho com a atualização, gradual do pagamento de fornecedores e prestadores de serviço; a humanização dos hospitais mantidos pela Prefeitura e, agora a conquista , junto ao governo, do Estado de uma bateria de UTIS Infantil. Nesse sentido, se o Governo Federal fizer sua parte essa oferta pode ser aumentada.

Convém esclarecer, mais uma vez , que foi da secretaria Conceição Madeira, a iniciativa de se reunir com Ministério Público, relatar a realidade do sistema de saúde local e convidá-lo a visitar os dois hospitais do município.


Se quisesse esconder algo, como acusa o inquisidor blogueiro do PT Carlos Hermes, ela não teria permitido que essa assessoria acionasse a imprensa.

Sozinho, com os recursos congelados há quatro anos, seria impossível o município resolver essa situação. Foi preciso muita coragem da doutora Conceição se expor ao desgaste, e às criticas virulentas de adversários políticos como o blogueiro dirigente do PT Carlos Hermes, que aproveita a ocasião para tentar desgastar o governo.

Incompetência e irresponsabilidade seria deixar tudo do jeito que a coisa vinha rolando sem revelar nada para a sociedade e não pedir os apoios necessários.
Se a secretaria, a quem o blogueiro chama de incompetente permanecesse calada, a cidade não dobraria, como já foi acordado, o número de leitos de UTIs, incluindo a bateria de UTI Infantil que será instalada no Hospital Municipal, e ainda não teria agendado audiência com o ministro da saúde.
O problema da saúde pública de Imperatriz não reside apenas na questão da UTIS, existem outros problemas, e todos serão corajosamente enfrentados pela secretaria de saúde com o apoio do prefeito Madeira.

Na quarta-feira da semana que vem a secretaria de saúde e o prefeito serão recebidos pelo ministro da saúde ( audiência marcada) onde eles terão a oportunidade, com números, de mostrar um diagnóstico da saúde e cobrar dele maiores investimentos para o sistema de saúde local

Postar um comentário