22 janeiro 2013

Quero que São Luis receba 100 milhões, mas que Imperatriz não seja esquecida pelo Ministério da Saúde”, disse Madeira.




Veja a entrevista do prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, sobre o episódio armado contra ele e a cidade, ao reivindicar o mesmo tratatamento a Imperatriz que seria dado a capital [São Luis] pelo Ministério da Saude, por atender pacientes de outros municipios e necessitar de mais recursos na área da saúde.

O blog do Robert Lobato já fez inúmeras críticas políticas e administrativas ao prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira (basta pesquisar nos arquivos do blog). E o blogueiro não morre lá de amores por ele. Isso é fato.
Mas, deve-se reconhecer, o tucano não está de todo errado em lutar por mais recursos para a saúde do município que o elegeu. Aliás, não está errado de jeito algum.

Em contato com o blog, Madeira esclareceu sobre um factoide arquitetado por alguns blogs de São Luis dando conta de que ele estaria “atrapalhando” a articulação do seu colega, o prefeito de São Luis, Edivaldo Holanda Júnior, em obter cerca de R$ 20 milhões do Ministério da Saúde.
Madeira garante que não tem nada contra São Luis e deseja que a cidade receba muito mais do que os R$ 20 milhões desejados pelo governo Edivaldo Júnior, apenas espera o mesmo tratamento, por parte do Ministério da Saúde, ao município de Imperatriz.

“Não tenho e nem posso ter nada contra São Luis, a capital do nosso estado, e nem quero parte dos 20 milhões que o prefeito Edivaldo Júnior está lutando para conseguir junto ao Ministério da Saúde. O que defendo é que o mesmo tratamento seja dispensado a Imperatriz pelo Ministério. Em 2011, quando Imperatriz foi contemplado com 5 milhões, através da nossa iniciativa, tanto Caxias como São Luis foram contemplados também. São Luis recebe compensação pelos atendimentos que faz de outros municípios, já Imperatriz, além de atender a população de cidades vizinhas,  atende pessoas dos estados do Tocantins e do Pará, e não recebe compensação algumas desses estados. Não quero que o Edivaldo receba apenas 20 milhões, quero que ele receba 100 milhões, mas que Imperatriz não seja esquecida pelo Ministério da Saúde”, disse Madeira.

O prefeito tucano aproveitou para fazer uma provocação. Para Madeira, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior deveria agradecer a Deus pelos equívocos e erros de João Castelo, caso contrário não teria chegado à Prefeitura de São Luis. E aconselhou o prefeito a parar de reclamar e comece a trabalhar pela capital.

“Edivaldo Júnior deveria agradecer a Deus pelos erros e equívocos administrativos e políticos do ex-prefeito Castelo, caso contrário não seria prefeito de São Luis. Uma vez na cadeira de prefeito é hora de chorar menos e trabalhar mais”, provocou.

PARCERIA COM O GOVERNO

O blog aproveitou para perguntar ao prefeito Sebastião Madeira sobre a parceria institucional entre o município de Imperatriz e o Governo do Estado.
O tucano disse que a parceria continua firme e que a faz pensando na cidade, sem deixar que os assuntos políticos atrapalhem o andamento da relação entre os dois entes públicos. Madeira revelou que assim que Jackson Lago foi apeado do poder, ele o comunicou que iria procurar a governadora Roseana Sarney, pois encontraria dificuldades em trabalhar pelo município sem ajuda do Palácio dos Leões. O prefeito disse ainda que eleição se discute em ano de eleição e não antes.

Nossa parceria com o Governo do Estado não é uma opção política ou eleitoral, a questão eleitoral se discute no ano da eleição, o que temos é uma relação institucional e republicana em favor da cidade e do povo de Imperatriz. E a cada dia avançamos mais nessa relação, pois além dos R$ 10 milhões em convênios assinados no ano passado, já estamos viabilizando, para 2013, 40 km em asfalto, um excelente convênio com a Secretaria de Educação, entre outras parcerias”, comemora.

Por fim, Madeira disse que tentaram fazer com ele em Imperatriz o que fizeram com João Castelo em São Luis, numa referência ao grupo liderado pelo presidente da Embratur e pré-candidato a governador, Flávio Dino. “A intenção era me matar politica e eleitoralmente, tal como fizeram com Castelo, mas derrotei o candidato deles com uma expressiva votação. Quem apostou na minha morte política se deu mal”, disse.

Como se pode ver, de besta o prefeito Sebastião Madeira não tem é nada, pelo contrário, consegue sucessivas conquistas junto ao Governo do Estado para compensar o apoio e relação política que ele não possui na esfera federal. Está errado o prefeito de Imperatriz em agir dessa forma? Claro que não!
E ainda tem blogueiro da capital que esculhamba o povo de Imperatriz de “burro”…
Postar um comentário