12 abril 2013

Convenção geral das Assembleias de Deus aprova moção de apoio a Feliciano

Camila Campanerut
Do UOL, em Brasília
No segundo dia da convenção geral das Assembleias de Deus do Brasil, em Brasília, os pastores aprovaram nesta terça-feira (9) uma moção de apoio ao deputado Marco Feliciano (PSC-SP). Segundo o presidente da CGADB (Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil), pastor José Wellington, o pedido foi apresentado ao final da reunião de trabalho e aprovado em votação simbólica. 
O documento deverá ser enviado à presidente Dilma Rousseff e ao presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).No momento da aprovação da moção, quase metade dos presentes já havia ido embora.
Depois da votação, Marco Feliciano subiu ao palco e agradeceu o apoio e disse "nunca houve uma comissão com tanta oração. Os pastores estão orando pela minha vida e pela comissão. Venceremos esta batalha. Quero agradecer essa moção". Feliciano referia-se à CDH (Comissão de Direitos Humanos e Minorias) da Câmara dos Deputados, a qual preside mesmo sob pressão para que renuncie ao cargo.
"Graças a Deus permanecemos firmes até aqui. Chegará o tempo que nós, evangélicos, vamos ter voz em outros lugares", afirmou Feliciano. "O Brasil todo encara o movimento evangélico com outros olhos", completou.
Feliciano falou por menos de cinco minutos no evento, que começou ontem e vai até a próxima quinta-feira em Brasília. A convenção reúne cerca de 24 mil pastores da Assembleia de Deus, denominação evangélica a que pertence Feliciano.
Na próxima quinta-feira, os pastores devem eleger o novo presidente da CGADB (Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil) e diretores.
A presidência é disputada pelos pastores José Wellington, no comando da entidade desde 1988, e Samuel Câmara, que faz oposição a ele.
Postar um comentário