05 junho 2013

Aprovada a indicação para construção de escola no Habitar Brasil

Alunos precisam estudar no centro da cidade por falta de salas de aula
A proposta para que a prefeitura de Imperatriz encaminhe recursos para a construção da escola, apresentada pelo vereador Enoc Serafim (PDT) foi aprovada em sessão da Câmara Municipal nesta quarta-feira. O bairro tem aproximadamente 3 mil moradores e não possui prédio municipal para ensino, o que tem obrigado pais a matricularem os filhos em escolas do centro da cidade.
Na defesa do projeto em plenária, o vereador destaca a necessidade da obra, diante da demanda crescente de alunos na região. “Os bairros Habitar Brasil I e II, têm grande quantidade de estudantes que precisam de educação de qualidade e também de uma escola com estrutura que ofereça conforto e segurança, tanto para eles, quanto para os professores e funcionários. Hoje há alunos que precisam vir estudar no centro da cidade, por falta de salas de aula suficientes”, defende o parlamentar.
Na solicitação, o vereador indica a localidade para a construção do prédio: o terreno de 3 244 m2, localizado na quadra formada pelas Ruas Diamante, Ônix, Rubi e Esmeralda. Na escola deve funcionar o ensino fundamental, desde a educação infantil ao ensino fundamental maior, com estrutura física adequada às normas estabelecidas pelo Ministério da Educação.
O parlamentar aproveitou a fala para ressaltar o trabalho realizado pelo secretário Zeziel Ribeiro na reforma e ampliação de escolas nas zonas urbana e rural da cidade. “O secretário Zeziel não tem medido esforços para garantir qualidade na educação, seja na esfera pedagógica, física e estrutural. Exemplo disso é o trabalho de reforma e ampliação das escolas Juscelino Kubitschek, São Félix, Maria das Neves, Wady Fiquene, além de mais oito que estão sendo construídas”, conclui.
Para Zeziel Ribeiro, a administração municipal e a Semed têm grande interesse na construção de mais uma instituição de ensino. “Tão logo o projeto chegue à Semed, faremos o possível para que seja posto em prática”, declara.
Ascom/gabinete
Postar um comentário