09 junho 2013

Encontrada adolescente de João Lisboa desaparecida há dois meses

Já está em casa a menor desaparecida há mais de dois meses, em João Lisboa, a 12 km de Imperatriz. Ela teria deixado a casa dos pais e partido com o homem com quem namorava, acusado de cometer um homicídio na cidade.
A mãe da menor diz que era contra o relacionamento da filha. Mesmo assim, ele a procurava com frequencia.
Segundo Dulcilene Barros, foram semanas de muita angustia, até que no domingo (26) de madrugada, ela recebeu um telefonema do homem que fugiu levando a filha dela.
A menor ficou longe da família sem fazer nenhum tipo de contato por quase dois meses. O acusado de assassinato e de ter sequestrado a menor continua foragido. Após o resgate feito pelo Conselho Tutuelar de João Lisboa, a menor foi entregue à família na sexta feira (31).
Dois conselheiros tutelares viajaram para a cidade de Goiânia e lá encontraram a filha de Dulcilene, que já havia sido abrigada por uma instituição de amparo a mulheres vítimas de violência.
De acordo com a mãe da menor, que fez 15 anos na semana passada, a filha está grávida, mas se recupera bem do sequestro e já voltou a estudar.
Postar um comentário