31 julho 2013

Outros quinhentos...

Apesar da euforia causada pelos comentários de que a ex-candidata a prefeita em Imperatriz, Rosangela Curado, poderá vir a ser indicada como vice-candidata ao governo do Estado, na chapa encabeçada pelo comunista Flávio Dino, as pesquisas dos últimos dias, tanto do lago governista quanto da oposição, mostram outro caminho.

É que um nome como o de Curado não agremiaria mais que a oposição ao prefeito Sebastião Madeira em Imperatriz, não tendo na região a mesma performance, o que analisado sem a paixão contagiante proporcionado pela ultima eleição, não seria uma grande vantagem para Dino, visto que sobram quase um Estado de desconhecimento por parte dela, no caso, o Sul do Maranhão.

O que passa na cabeça da oposição ainda não se sabe, mas a conta exata deverá mesmo vir a partir dos resultados das pesquisas eleitorais que deve demonstrar de qual região sairia o vice, mas nesse sentido não resta duvida que a menina dos olhos da oposição e da situação é ainda o ex-prefeito de Porto Franco, Deoclides Macedo, que por sua vez, prefere tratar de uma possível candidatura a Câmara Federal.

Ainda é possível que o simples motivo de ser o principal candidato ao governo pela oposição possa dar a Flávio Dino boa fatia dos votos em Imperatriz, o que diminuiria a possibilidade de indicação do vice daqui, sendo mais interessantes buscar tal aliança dentro de um partido que alie duas substancias essenciais no processo eleitoral; ter voto na região onde o candidato teria minoria ou ter tempo de televisão.

Se o candidato a vice da oposição for de Imperatriz, o grupo liderado por Rosângela Curado deve analisar o quanto antes a decisão, pois os prazos para a filiação em um novo partido estão se esgotando, e o mais importante, perguntar para o Pr. Porto qual seria sua decisão se seu nome fosse indicado.


Simples assim... 
Postar um comentário