18 setembro 2013

Eduardo Campos resolve entregar os cargos do PSB no governo Dilma

Sem avisar – Presidente nacional do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos deu um drible no lobista Lula ao decidir, de supetão, entregar todos os cargos que o partido tem no governo federal, inclusive o Ministério da Integração Nacional e a Secretaria de Portos, sob o comando de Fernando Bezerra e Leônidas Cristino, respectivamente.
Campos se antecipou e pegou a presidente Dilma Rousseff de surpresa, que cumprindo ordens dadas por Lula no final de semana havia decidido não rivalizar com o governador pernambucano, seu possível adversário na corrida presidencial de 2014. Com a decisão, o PT ficará em situação incômoda, uma vez que o partido tem alguns cargos no governo de Pernambuco, todos ocupados por apaniguados do senador Humberto Costa.
A decisão do presidente do PSB é um duro golpe para o PT, principalmente para Lula, que tentou atrair, sem sucesso, Campos para o projeto de reeleição de Dilma. Com isso, a campanha da presidente pela reeleição sofre uma importante baixa, já que a avaliação de Eduardo Campos é muito boa no Nordeste, região em que o PT palaciano despeja mensalmente os benefícios do Bolsa Família.
Resumindo, a presidente começa a pagar as primeiras faturas decorrentes do lançamento antecipado de sua campanha por um novo mandato a partir de 2015, estratégia equivocada adotada por Lula, que continua acreditando que o Brasil é um feudo do PT.
Apesar de sair do governo federal, o PSB não confirmará, pelo menos por enquanto, o nome de Eduardo Campos como candidato do partido ao Palácio do Planalto na eleição do próximo ano.
Ucho.info
Postar um comentário