10 setembro 2013

Vereador Carlos Hermes hostiliza graduação acadêmica de Esmeradson...

O tratamento dispensado pelo vereador Carlos Hermes (PC do B), ao vereador do PSDB, Esmeradson de Pinho, ainda reflete o prejuízo proporcionado pela votação da oposição contrária ao empréstimo que beneficia três bairros periféricos de Imperatriz.

Hermes usou a tribuna para ofender o colega
Pelo tom de ofensa e a tentativa de hostilizar o outro companheiro de parlamento, feito realizado pelo comunista, hoje, na audiência da câmara de vereadores, quando zombou do curso de doutorado do também professor Esmeradson de Pinho, ficou bem claro que de fato existe um forte rancor e arrependimento, chegando ao ponto de esquecer as questões sociais e expressar julgamento à formação acadêmica do colega.

No ultimo dia 7 de Setembro, centenas de panfletos foram espalhados  no local do desfile, justificando o motivo de ter votado contrário aos moradores dos bairros Vilinha, Pq. Alvorada l e ll.  A vacina, segundo aliados dos comunistas, seria por conta da distribuição de outro panfleto que poderia sacramentar o barco furado que entrou os vereadores. Segundo a vereadora Caetana (PSDB), os vereadores foram frustrados ao acreditar que os 17 vereadores que votaram a favor do empréstimo, fariam como eles o mesmo que ocorreu na votação do aumento dos professores, quando expuseram ridiculamente os vereadores em uma panfletagem anônima e imoral.

Ao expor seu companheiro de parlamento, fugindo ao debate publico e tentando atingir sua graduação acadêmica, o nobre vereador, que também é professor, desqualificou também muitos outros doutores ou estudantes de doutorado que dedicaram ou dedicam seu tempo em uma carregada e exaustiva busca do conhecimento e do reconhecimento, social, acadêmico e profissional.

É preciso o vereador rever seus conceitos radicais e passar a olhar pra frente, e esquecer que deu um tiro errado ao votar contra a população de três bairros tão necessitados de infra-estrutura.


Talvez o vereador Esmeradson tivesse mais credito se seu partido fosse de esquerda, e seu titulo fosse de: honoris causa, como o do ex-presidente Lula, que nunca se quer sentou na cadeira de uma faculdade... Esse sim é o doutor adorado por Hermes.
Postar um comentário