02 outubro 2013

Banco do Nordeste e Prefeitura de João Lisboa realizam palestra para pequenos empresários.

Uma parceria firmada entre o Banco do Nordeste e a prefeitura da cidade de João Lisboa, pretende divulgar e auxiliar as pequenas empresas, micro empresário e Empreendedor Individual,  na concessão de créditos através do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste - o FNE.

O ciclo de palestras é organizado pela Secretaria de Agricultura, através da secretária Alessandra Silva, e acontece nesta quinta-feira (03), a partir das 19 horas, no auditório do Sindicato dos professores – Sintejol, localizado na Rua 15 de Novembro, em João Lisboa.  
Além dos empresários devidamente constituídos, produtores rurais, associações e cooperativas de produção que desenvolvam atividades nos setores agropecuários, - em função da importância do programa para o desenvolvimento social e econômico local - a secretária destacou a importância da participação de pessoas da sociedade que também almejam abrir seu próprio negocio no futuro. “É importante que todos participem” convidou.

Alessandra Silva, Secretária de Agricultura
Para Alessandra Silva, “Esse evento além de orientar, visa também promover e divulgar as condições de acesso a esses financiamentos, e, sobretudo, com o objetivo de reforçar a política de fomento para o desenvolvimento, através de ações e integrações de políticas publicas que visam, principalmente, promover maior efetividade nas economias locais,” finalizou.

O FNE foi criado na constituição de 1988, com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento econômico e social do Nordeste, através de programas de financiamentos aos setores produtivos, em consonância com o plano regional de desenvolvimento, possibilitando, assim, a redução da pobreza e das desigualdades.

Atualmente, o FNE atende a 1.990 municípios situados nos nove estados que compõem a região Nordeste e no Norte dos estados do Espírito Santo e de Minas Gerais, incluindo os Vales do Jequitinhonha e do Mucuri, contemplando com acesso ao crédito os segmentos empresariais de empreendedores individuais, produtores, empresas, associações e cooperativas de produção. 

(fonte: FNE e Ascomjl)


Postar um comentário