24 outubro 2013

Câmara de gás...

Um vereador, que pediu para resguardar a fonte, confirmou ontem a intenção de alguns colegas de cobrar do comando do legislativo, diga-se, Hamilton Miranda, os repasses que deveriam ter sido feito a imprensa através de licitação, e que não ocorreu. Segundo o parlamentar, seriam mais de 300 mil reais que a câmara não saberia o que fazer, nem como gastar.  “Não tem como realizar mais uma reforma no prédio da câmara”, disse o edil.

Nos bastidores já teria vereadores se movimentando para cobrar a fatia ou negociar a devolução ao executivo, visto que cumpririam a lei de responsabilidade fiscal retornando o que não foi gasto.

Para piorar, outro parlamentar afirmou que as assinaturas para a CPI da CAEMA seriam uma forma de pressionar a presidência da câmara.


Como resultado dessa queda de braço e o descontentamento da base governista, o vereador Chiquim da Di Ferro rasgou a chita e queixou-se do governo estadual que não tem conversado e nem atendido os pedidos dos vereadores, “Só recebemos o recado” reclamou.

É aguardar pra ver...
Postar um comentário