02 outubro 2013

Sindicado dos Enfermeiros reconhece avanços da categoria na gestão Madeira

Um dos destaques da Conferência Municipal de Saúde, realizada na semana passada, foi o reconhecimento dos avanços na saúde municipal com investimento em estrutura física, gerenciamento de recursos e valorização profissional.

Para a titular da Secretaria Municipal de Saúde, Conceição Madeira, um dos principais avanços foi a redução da jornada de trabalho dos enfermeiros. “Ao falar dos avanços, devemos falar primeiramente que fizemos a redução da carga horária para 30h semanais, e ainda reduzimos os plantões dos nossos funcionários”.

Em entrevista, a presidente do Sindicado dos Enfermeiros do Maranhão, Ana Léa Coelho, atesta o que foi dito em discurso: “Madeira foi o único prefeito do Maranhão a regulamentar as 30 horas de trabalho, enquanto nos demais municípios trabalham-se 44 horas. Ele não se deixou levar pelo corporativismo dos empresários”, explica.

 Segundo Ana Léa, na gestão do prefeito Madeira, o salário-base da categoria foi triplicado, além de ter reduzido a jornada de trabalho dos enfermeiros, contrário do que acontece em outros municípios ou no próprio Estado. A presidente do sindicado reconhece que tudo isso é fruto do esforço da gestão municipal, em proporcionar melhores condições de trabalho aos funcionários da área da saúde.

Ao falar das conquistas dos enfermeiros, Ana Léa ressalta que Madeira foi o prefeito que mais valorizou a categoria. “O que o Dr. Sebastião fez, é um marco histórico, porque o sindicato levou as propostas, e ele teve a sensibilidade de recebê-las e implementar no município” destacou. A presidente do sindicato foi categórica ao falar dos principais benefícios concedidos à sua classe, ao longo da gestão.

Ela chegou a elencar alguns destes: “Hoje temos mais profissionais procurando se qualificar, porque tem mais tempo disponível e condição financeira para isso; tanto os de nível superior (que cursam pós-graduação) quanto os de nível médio (que estão constantemente em treinamentos). Podemos citar também, a implantação de gratificações em vários setores, como por exemplo, a da rede de saúde mental no valor de R$ 1.000”.
Ana Léa faz de questão de destacar o que para ela, são conquistas esperadas a anos: “No Socorrão foi regulamentado o CET – Condição Especial de Trabalho e o incentivo hospitalar em proporções fixas. Na Atenção Básica, quando o prefeito recebeu a gestão, os profissionais nunca tinham recebido insalubridade, e todos passaram a receber. Além disso, foi regulamentada por meio de decreto, a gratificação para os funcionários da Estratégia e Saúde da família; E os Agentes de Endemia, que também foram efetivados, antes também não recebiam insalubridade, agora recebem no valor de 40%”, finaliza.
Para Conceição Madeira, tudo isso representa evolução na saúde pública de Imperatriz, e poder proporcionar melhorias aos servidores é questão de reconhecer a importância deles para o sistema. “Os enfermeiros são peças fundamentais nos postos de saúde e nos Hospitais, pois são eles que cuidam e acompanham os pacientes. Esse reconhecimento para a categoria, nada mais é que questão de justiça”, afirma.


Maria Almeida - ASCOM
Postar um comentário