06 novembro 2013

Prefeitura inicia regularização fundiária de Coquelândia

O Prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, e o Secretário Municipal de Regularização Fundiária, Daniel Souza, assinaram ontem, terça-feira, 5 de novembro de 2013, a ordem de serviço que autorizou o setores de Mapeamento e Zoneamento Urbano, e Titulação, a iniciar o processo de regularização de todos os imóveis de moradores do Povoado Coquelândia, a 40 quilômetros de Imperatriz.

A solenidade aconteceu por volta das 11 horas, no salão paroquial da Igreja Católica, e contou com as presenças dos vereadores Chiquinho da Diferro, Buzuca e Terezinha Soares, e do ex-deputado estadual do PT, Valdinar Barros.

Participaram, ainda, do evento o Secretário de Agricultura do Município, José Fernandes, o Ouvidor Geral, Joel Gomes Costa, o secretário Adjunto da Secretaria de Regularização Fundiária, Dr. Paulo Sergio, e o vice-prefeito de Imperatriz, Pastor Porto, além do representante da entidade de moradores do lugar, o popular “Esquerdinha”.

Centenas de moradores de Coquelândia, que desde cedo aguardavam a solenidade, não conseguiam esconder a felicidade de poderem conquistar, depois de anos de posse, a propriedade de seus imóveis. “Não me canso de dizer e vou falar sempre... Sinto-me orgulho de ter sido escolhido pelo prefeito para levar avante essa grande tarefa. Estive aqui há cerca de 90 dias e agora retorno, com o prefeito, para dizer que cada palmo desse chão será regularizado a partir de hoje, espanto a grilagem, a insegurança jurídica e o calvária das ações possessórias. Vamos atingir outros distritos e o faremos com a velocidade que o caso requer”, destacou o titular da pasta, Dr. Daniel Souza.

Ao final do discurso o secretário de Regularização Fundiária enfatizou que toda a logística necessária, foi colocada a disposição para que os moradores da Coquelândia fossem beneficiados sem serem obrigados a deslocarem até Imperatriz.

“Instalamos aqui hoje o setor de protocolo, para recepcionar os pleitos, o setor de Mapeamento e Zoneamento Urbano, para realizar as medições e o mapa, e o setor de titulação para realizar o cadastro e providenciar os títulos. Tudo, gratuitamente. Até as cópias dos documentos será feita por nós, tudo para facilitar a vida dos moradores e agilizar o processo”, frisou.

O ex-deputado estadual e um dos ícones do ativismo camponês do Maranhão, Valdinar Barros, do Partido dos Trabalhadores, elogiou a iniciativa do prefeito Madeira, destacando também o empenho do secretário de Regularização Fundiária, Daniel Souza.

“Não posso deixar de reconhecer que a iniciativa do Prefeito Madeira, de criar uma Secretaria para cuidar das questões fundiárias, é de grande relevância, principalmente para as famílias que, mesmo com a posse, não têm o direito de propriedade de seus imóveis. Também aproveito para elogiar o trabalho do companheiro Daniel, que tem demonstrado competência e coragem para enfrentar a demanda”, discursou Valdinar Barros, acrescentando que centenas de famílias rurais, que habitam entrem a estrada e o arame do latifúndio esperam, ansiosamente, a regularização fundiária.

O prefeito Madeira, antes de assinar a ordem de serviço, foi enfático ao afirmar que a regularização fundiária que alcançava agora a Coquelândia é resultado de um compromisso de campanha firmado com o povo de Imperatriz.

“No começo até eu mesmo achei que seria impossível cumprir esse compromisso. Mas, depois, percebi que esse enorme desafio podia ser vencido. Procurei entre os meus quadros àquele que melhor se encaixava à demanda, e escolhi o Dr. Daniel, que a vida toda, como militante, sempre estive misturado com as causas do povo. Além de advogado, é competente e corajoso. Esse é homem que vem realizando a regularização fundiária no Município de Imperatriz”.

Madeira lembrou que além da regularização fundiária, os moradores da Coquelândia e outros povoados daquela região, serão agraciados com o asfaltamento da chamada “Estrada do Arroz”, que, segundo o prefeito, vai acontecer em razão do compromisso firmado pela governadora Roseana Sarney e o secretário de Infraestrutural, Luiz Fernando.

 
Postar um comentário