01 dezembro 2013

Eliziane Gama, nem contra, nem a favor...

Em novo artigo, o médico Igor Lago comenta umsobre como anda as pesquisas eleitorais de consumo interno, àquelas que geralmente os candidatos só divulgam quando lhes favorecem, mas, surpreendentemente, neste caso, revela o potencial da pré-candidata ao governo do Estado, Eliziane Gama (PPS), a sua disparada na preferência eleitoral em São Luis e o seu crescimento também significativo nas demais cidades do Maranhão.
A Deputada Eliziane Gama tem se mostrado como uma nova opção, e é, de fato, um ocupante do novo cenário político eleitoral maranhense, num espaço que a muito esteve vago, entre os dois cenários políticos tradicionais divididos entre Sarneysistas e anti-sarney.
 O que as pesquisas revelam, a muito tempo, é que essa discussão tem atrasado o debate sobre temas importantes que assolam as classes mais necessitadas. Em outros cenários políticos pelo Brasil é comum uma outra opção, a terceira via, um novo debate, aquela que  não agrega o “anti isso e nem o anti aquilo, mas preocupa-se em discutir as demandas urgentes da sociedade, como saúde, educação e a mais antiga e aparentemente sem solução, o abastecimento.
Leia abaixo o comentário do pré-candidato a Deputado Federal Igor Lago:
Conversando com as pessoas percebemos que há um certo vazio político-eleitoral no cenário maranhense.
 Este tem sido polarizado, desde o resultado da eleição de 2010 e o desaparecimento físico de Jackson Lago, pelo sarneyísmo e os seus dissidentes que, a rigor, tem muito de igual e pouco, muito pouco, de diferente.
 Basta olhar as notícias, observar as suas ações políticas, ouvir o que falam e ver com quem andam.
 Há uma característica interessante sobre as eleições maranhenses. Desde 1990, estas tem sido marcadas, geralmente, pela presença de  três candidaturas com densidade eleitoral. Uma da situação e duas das oposições. Estas apresentando um nome mais convencional, de pouca diferença com o situacionismo, e outra(s) mais próxima(s) de uma política mais alternativa, espontânea, democrática e popular.
 Para as eleições de 2014, já estão postas as candidaturas da situação e da oposição convencional. Esta, aliás, desde quando acabou a eleição de 2010.
 O certo vazio político-eleitoral maranhense precisa ser preenchido. E, o que está surgindo no cenário é o nome da deputada estadual Eliziane Gama (PPS) que, em São Luis, já está em primeiro lugar e, no estado, já pontua dois dígitos, segundo as pesquisas recentes para consumo interno.
 Há um eleitorado, cada vez maior, que não quer a situação e nem a oposição convencional, da mesmice. Estão assistindo os resultados administrativos decepcionantes do "novo" e da "mudança" na capital. Esse eleitorado quer alguém que seja sensível às questões sociais e que demonstre sinceridade e transparência nas suas ações políticas e administrativas. Quer a boa política!
 Quem melhor se identificar com este eleitorado pode surpreender. E todas as "certezas" de uma eleição já tida como favas contadas podem ir para o beleléu.
 Igor Lago, 30/11/2013


Postar um comentário