08 janeiro 2014

Unidade Móvel de Prevenção e Combate ao Câncer já atendeu mais de 200 pessoas


            Iniciado em 16 de dezembro do ano passado, o serviço prestado pela Unidade Móvel de combate ao câncer vem atendendo a comunidade do bairro Vila Nova e regiões circunvizinhas, com realização de exames preventivos dos cânceres de colo do útero, mama, próstata e pele. Além das consultas e dos exames acima citado, as mulheres acima de 40 anos que estão procurando a Unidade também terão acesso ao cadastro para realização da mamografia.


            Para Conceição Madeira, Secretária de Saúde, ver a Unidade funcionando é motivo de muita satisfação.             “Colocar este ‘ônibus hospital’ em funcionamento não foi uma tarefa fácil, devido à complexidade da sua logística de atendimento. Mas constatar hoje que já realizamos 80 exames de PSA (exame da próstata), 126 exames de Papa Nicolau (prevenção) e cerca de 50 consultas dermatológicas, nos deixa muito felizes, pois a cada atendimento realizado ampliamos o acesso a saúde e qualidade de vida da população, que é nosso objetivo principal como gestores”, destaca.

            Segundo a secretária, outro ponto positivo é a agilidade no processo de realização dos serviços prestados pela Unidade, pois alguns pacientes já estão recebendo resultado dos exames realizados. Vilenice Batista, que coordena os trabalhos, explica que para atender à demanda da região do grande Vila Nova, sua equipe, composta por médico, enfermeiros e técnicos, está de plantão durante o dia todo, de segunda a sexta, em frente ao Centro de Saúde Clésio Fonseca.

            “Estamos aqui atendendo tanto as pessoas cadastradas pelos nossos Agentes Comunitários de Saúde (ACS), quanto as que nos procuram diretamente na Unidade”, informa a coordenadora esclarecendo que as pessoas que não foram cadastradas pelo seu ACS, podem se dirigir até a Unidade levando seu cartão SUS, identidade e comprovante de endereço, que será cadastrado e atendido de imediato. Vilenice esclarece também que atualmente estão atendendo apenas as pessoas daquela região, porque a Unidade será deslocada para os demais bairros da cidade.

            “De acordo com o que preconiza o programa, o atendimento deve ser segmentado por área, para facilitar o acompanhamento dos pacientes que por ventura forem diagnosticados com alguma patologia. Então é de suma importância que cada paciente seja atendido na sua própria área”, explicou.

A coordenadora informa ainda que o Calendário de Atendimento já está montado, e que foi enviado à Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS) para que sejam feitas as readequações necessárias. Assim que estiver aprovado o mesmo será divulgado para que os cidadãos saibam a data que o ônibus passará pelo seu bairro.

Maria Almeida - ASCOM
Postar um comentário