07 abril 2014

Quem não queria Luis Fernando candidato a governador

Luis Fernando
Luis Fernando
Por Luis Cardoso
1 – Nos últimos dias Roseana Sarney que se achou traída pelo pai, por outros membros da família e não atendeu o apelo do seu candidato para que deixasse o cargo de governadora e entrasse na disputa para o Senado Federal
2 – O empresário Fernando Sarney por temer que seus interesses e negócios fossem contrariados pelo futuro governador, principalmente aqueles que giram em torno das empresas de vigilância na Educação e Segurança Pública.
3 – Senador João Alberto que pretendia na disputa o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, e chegou a participar da trama que levaria o presidente da Assembleia Legislativa, Arnaldo Melo, a ser o governador no mandato tampão e fazer do seu aliado Roberto Costa o presidente do Legislativo maranhense.
4 – O senador José Sarney que foi até o final defendendo o nome do ministro Edison Lobão, mesmo sabendo das dificuldades de saúde que Lobão enfrenta.
5 – Ricardo Murad que sempre conspirou a favor do nome do ministro de Minas e Energia para ser o seu vice e ter a oportunidade de um dia ser o governador do Maranhão, além de saber que Luís Fernando jamais compactuaria com seu estilo administrativo na Saúde que chama a atenção da Polícia Federal.
6 – Aluisio Mendes que vislumbrou na candidatura de Luís Fernando o empecilho para seu sonho de ser deputado federal.
7 – O ministro Lobão que nunca se conformou por ter seu nome preterido na escolha interna do seu grupo político e vinha na surdina trabalhando o nome do filho senador para substituir a Luís Fernando.
8 – Uma renca de deputados traíras que se aliaram ao presidente da Assembleia Legislativa para impedir que Luis Fernando fosse eleito governador indireto e ampliasse suas chances de vitória.
9 – Arnaldo Melo que demonstrou não ser um político de grupo e impediu a eleição de Luís Fernando pela via indireta até que o grupo rachasse e chegasse ao ponto de entregar a eleição de mãos beijada para Flávio Dino.

10 – Dezenas de prefeitos aliados do Palácio dos Leões por exigir convênios indecentes e Luís Fernando não concordar com a prática instalada há muito anos no Maranhão. Os mesmos métodos corruptos que elegeram Cafeteira, Lobão, Roseana, Zé Reinaldo, Jackson Lago e até Flávio quando foi deputado federal.

2 comentários:

Anônimo disse...

Oligarquia uma podridão só.

Anônimo disse...

A dupla face de Madeira: vê se aprende Roseana!
Parece que a profecia do senador José Sarney (PMDB) vai se cumprir com respeito ao velho estilo traidor do Prefeito de Imperatriz Sebastião Madeira (PSDB).

Contrapondo seu histórico de ferrenho oposicionista e devendo a governadora Roseana Sarney (PMDB) sua reeleição, já que sem as obras do Governo do Estado não teria ido pra lugar algum, o tucano resolveu se aparecer e dizer que não apoiará outro candidato da família Sarney. Ora e veja se não é o velho Madeira de guerra em cena…

Depois de se beneficiar de todas as formas do governo Roseana, o Prefeito de Imperatriz sinaliza rompimento justamente no ano eleitoral, depois de ter se lambuzado das cifras milionárias dos Leões.

Mas já teve alguém que peitou a governadora há algum tempo atrás e disse que ela não conhecia Madeira, mais que ainda iria conhecer. Se pular do barco agora não vai ser novidade, mas que vai ser bem feito pra Roseana isso vai. Falta de aviso não foi!