19 maio 2014

O passado é do PT, que governa a mais de 10 anos.

Para o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o PT erra ao apelar para uma estratégia que compara o atual momento com o passado, porque na última década o país foi governado justamente pelos petistas.

Na semana passada, o PT utilizou seu tempo na TV para transmitir a mensagem de que, com uma eventual vitória da oposição, haveria retrocessos no país do ponto de vista social e econômico. Os adversários da presidente Dilma Rousseff classificaram a estratégia como "terrorismo eleitoral". "Essa história de jogar a culpa no passado já passou. O passado são eles", afirmou Fernando Henrique à Folha, durante visita a Israel.

Além disso, ao dizer que o desenvolvimento do país é uma conquista das gestões de Lula e de Dilma, o governo precisa explicar, diz o ex-presidente, a situação atual. "Eles têm de explicar por que a economia está tão baixa."

"Ninguém vota no passado. Votamos no futuro. E o passado não foi horrível. As pessoas entendem que as transformações do Brasil passaram a ser fortes no meu período", disse FHC à reportagem. "Lula entrou na onda." De acordo com o tucano, o governo Dilma errou ao considerar que o aumento de crédito sustentaria o crescimento. "O investimento não veio."

Na sua avaliação, as pesquisas eleitorais "só agora começam a ter significado", já que antes "vinham dando uma satisfação ingênua àqueles que estão no poder". Assim, só a partir do início oficial da campanha que será possível avaliar as candidaturas. "O governo usa os meios de comunicação. Quando você pergunta à população em quem vão votar, repetem o que estão vendo."

Fernando Henrique não crê que a Copa seja, como afirmou Lula, "objeto de luta eleitoral". "A população, não os partidos, começou a se manifestar", disse. (Folha de São Paulo)
Postar um comentário