10 dezembro 2014

“Foi- se o corpo fica a bela história de uma vida” diz Madeira ao lamentar a morte do ex-prefeito Carlos Amorim.

Ao lamentar a morte do ex-prefeito Carlos Gomes de Amorim, o prefeito de Imperatriz Sebastião Madeira, bastante consternado, disse que  a cidade perde mais um dos pioneiros que  com coragem, garra e determinação  ajudaram a desbravar   com seu trabalho a cidade e a região.

“A morte do Dr Carlos deixa a  cidade triste  por tudo que ele representou como médico, empresário do campo e prefeito.  Foi-se o corpo,  fica a história de toda uma vida”  comentou Madeira que vinha acompanhando o estado de saúde de Amorim desde que este fora internado na UTI do Hospital Municipal. na última terça-feira.

Ainda ontem o prefeito emitiu nota de pesar e decretou luto oficial de três dias pela  morte do ex-prefeito que há muito tempo enfrentava problemas de saúde agravados depois de um acidente automobilístico ocorrido anos atrás.

Para o prefeito Madeira o Dr Carlos será sempre lembrado não só pelo trabalho, mas pela simplicidade, o verbo fácil, a inteligência privilegiada e o poeta que era. “Não há mais palavras a dizer a não ser que Imperatriz perde o mais imperatrizense dos alagoenses que aqui fizeram morada”

O ex-prefeito Carlos  Gomes Amorim, foi um dos pioneiros da medicina em Imperatriz.  Era natural do Estado de Alagoas tendo aqui chegado na década de 1970.  O verbo fácil, a participação ativa na sociedade local  o levou a se engajar nas causas da cidade tendo inclusive sendo membro da Maçonaria de Imperatriz.  Tamanho engajamento o levou naturalmente às lides politicas tendo sido eleito prefeito da cidade entre 1977 e 1982.

Foi na gestão de Carlos Amorim que foi criada a hoje próspera cidade de Açailândia.    Também é lembrado como o prefeito que fez o Calçadão, pavimentou a XV de Novembro e as feiras do Bacuri e da Nova Imperatriz.

Um dos últimos cargos públicos ocupados por Carlos Amorim, pai do deputado estadual Carlinhos Amorim,  foi de Secretario Municipal de Saúde,  em 1996  na gestão do então interventor Ildon Marques.
Postar um comentário