11 abril 2015

Ação da Caema deve beneficiar mais de vinte mil pessoas, diz vereador Adonilson

Um sonho antigo   deve se tornar realidade para os moradores de cinco comunidades  de Imperatriz com a retomada das obras de instalação  de um poço da Caema, a Companhia de Saneamento Ambiental  do Maranhão  na Avenida Itaipu, no bairro   Santa Lúcia. 
Cerca de 20 mil pessoas dos bairros Sanharol, Parque das Mangueiras, Vila Palmares e Airton Sena e o próprio Santa Lúcia devem ser beneficiados com o início do processo de revitalização da Caema nos municípios da Região Tocantina.

Os investimentos foram anunciados pelo presidente da Caema, Davi Telles e  o Diretor da Companhia em Imperatriz, Denilson Santos e prestigiados pelo Deputado Estadual Marco Aurélio (PCdoB),  e os  vereadores professor  Adonilson (PCdoB) e Eudes Sousa(PTdoB).
Serão investidos de forma emergencial na melhoria do abastecimento de água em Imperatriz, R$ 20 milhões de reais. As informações são do presidente da Caema que esteve em Imperatriz para empossar o novo diretor da companhia no município, Denilson Santos e esteve no Parque Santa Lúcia para o anúncio das obras de revitalização do abastecimento de água.

Para o vereador professor Adonilson o processo de valorização da Caema com a convocação de 184 candidatos aprovados em concurso público,  mais de vinte de por cento deles aproveitados em Imperatriz e as obras importantes  são  resultados de um trabalho de articulação  e sintonia do Governo do Estado, Câmara  municipal e Assembleia Legislativa. “Nós fizemos ecoar por meio de indicações e discursos nas casas de leis, o problema da crise hídrica que acomete dezenas de bairros de Imperatriz há décadas de muito sofrimento”, frisou o vereador acrescentando que em alguns casos os discursos foram feitos de forma simultânea   ganhando maior repercussão. “Conseguimos de forma satisfatória sensibilizar o Governo do Estado que prontamente nos ouviu e em menos de cem dias atende a uma demanda emergencial na cidade”.


Para o Deputado Estadual Marco Aurélio a obra que deve beneficiar mais de vinte mil pessoas é uma vitória fruto do trabalho, do diálogo com as comunidades e da sensibilidade. “Ouvindo a população conseguimos traduzir  e interpretar os anseios da comunidade e trazer as soluções para demandas reprimidas que em muitos casos representam sofrimento e muitos obstáculos a melhoria da qualidade de vida da população”, disse o deputado. 

(Mozart Magalhães / Gabinete)
Postar um comentário