03 junho 2015

A roda girou...


São apenas cinco meses de governo, e não seria tempo suficiente para avaliar algo tão imprevisível se não fosse a vontade do prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, e sua visão macro, de acreditar que o próximo prefeito de Imperatriz poderia sim, sair de uma convergência bilateral entre os dois partidos mais fortes da cidade, o PSDB e o PC do B.

Se não bastasse a mediação de Madeira, os comunistas definitivamente se agradaram da hipótese, e agora tomam gosto a medida que o tempo e as obras do governo avançam de forma que os mais pessimistas jamais poderiam prever, afinal, o secretário de um dos três pilares mais importantes da gestão Estadual é de Imperatriz.

O fogo amigo já mirou, mas pouco pode ser feito, ou ter efeito pra cima de um provável candidato que desfila sem qualquer rejeição, nunca ocupou um cargo que lhe trouxesse desgaste e hoje ainda se mostra um conciliador. Com esses adjetivos Clayton Noleto supera os demais pré-candidatos, mas principalmente, o principal e teoricamente mais forte opositor, Ildon Marques de Sousa, que sem desculpas, já governou a cidade por 3 oportunidades e 10 anos.

Pela projeção e visibilidade que vem tendo o secretário infraestrutura, é cada vez menos provável que Madeira não venha a reeleger um candidato a prefeito que venha dar continuidade no projeto de crescimento que a cidade tomou após a sua gestão.

É, realmente a roda girou...


Postar um comentário