22 setembro 2015

SL: UFMA promove lançamento de livros nesta quinta-feira no Museu Histórico e Artístico do MA

Na ocasião, o Programa de Pós-graduação de Ciências realiza aula inaugural com o tema Trabalho e mudança social; pesquisador convidado é presidente da ANPOCS
 O Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UFMA promove nesta quinta-feira, 24, a partir das 17h30, o lançamento de cinco livros e duas edições de sua revista científica em aula inaugural proferida pelo pesquisador e professor José Ricardo Ramalho, da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) com o tema Trabalho e Mudança Social. O evento acontece nas dependências do Museu Histórico e Artístico do Maranhão, sito à rua do Sol, 302, Centro. A entrada é franca.
Ramalho é professor titular do Departamento de Sociologia e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia da UFRJ, pesquisador do CNPQ e da FAPERJ e atualmente Presidente da ANPOCS (Associação Nacional de Pesquisa em Ciências Sociais). Publicou, entre outros, os livros e coletâneas “Estado Patrão e Luta Operária - O caso FNM (São Paulo: Paz e Terra); “Desenvolvimento, trabalho e cidadania - Baixada e Sul fluminense (com Alexandre Fortes - Rio de Janeiro: Sete Letras)”; “Amazônia - Desenvolvimento, meio ambiente e diversidade sociocultural (com Sérgio Ferreti - São Luis: Editora da UFMA)”; “Trabalho e Sindicato em antigos e novos territórios produtivos - comparações entre o ABC paulista e o Sul fluminense (com Iram Jácome Rodrigues - São Paulo: Annablume)” e “Ações coletivas em complexos mínero-siderúrgicos: experiências na Amazônia e no Sudeste brasileiro (com Marcelo Sampaio Carneiro – São Luís: Editora da UFMA).
As obras que serão lançadas são coletâneas de pesquisadores maranhenses com participação de outros estados brasileiros que estudam temáticas relacionadas a trabalho, religião, gênero, política, história e economia. Os livros estarão à venda no local.
SERVIÇO

O QUE: Aula inaugural do PPGCSoc (UFMA) com lançamento de livros e revistas científicas

ONDE: Museu Artístico e Histórico do MA

QUANDO: Quinta-feira, 24 de setembro, às 17h30

ENTRADA FRANCA

RESUMOS DOS LIVROS E DAS REVISTAS:

O Livro “Ações coletivas em complexos mínero-metalúrgicos: experiências na Amazônia e no Sudeste brasileiro”, organizado por José Ricardo Ramalho e Marcelo Sampaio Carneiro, reúne artigos que discutem diferentes formas de mobilização coletiva acionadas por grupos de trabalhadores, organizações populares e empresariais, de forma a defender seus interesses no âmbito de complexos mínero-metalúrgicos localizados na Amazônia Oriental e nos estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro. Nesse sentido, os textos que compõem o livro procuram mostrar como atores sociais locais conseguem, com níveis diferentes de agência, interferir na dinâmica de implantação e desenvolvimento desses complexos mínero-metalúrgicos, apresentando uma importante contribuição para a compreensão sobre os diferentes tipos de efeitos socioeconômicos e ambientais produzidos pela implantação de grandes projetos de desenvolvimento no país.

O livro “Um caso de polícia! - Pajelança e religiões afro-brasileiras no Maranhão (1876-1977)” é fruto de pesquisa documental realizada principalmente entre 2003 e 2004 por três alunos de graduação da UFMA e da UEMA, na época bolsistas de iniciação cientifica da FAPEMA e do CNPq., orientados pela Profa. Dra. Mundicarmo Ferretti. A primera parte do livro apresenta trabalhos produzidos pela coordenadora da pesquisa e pelos três pesquisadores – Jacira Pavão, Herliton Nunes e Marcelino Farias Filho -, analisando problemas enfrentados pela população negra do Maranhão e a repressão policial ocorrida no passado a terreiros de mineiros, terecozeiros, curadores e pajés. A segunda parte da obra reúne 319 matérias publicadas em jornais maranhenses, transcritas geralmente de sessão policial, daí o titulo escolhido para a obra “Um caso de Policia!”. Espera-se que o livro estimule novas pesquisas e contribua para a redução do preconceito contra a pajelança, as religiões afro-brasileiras, os folguedos populares e outros aspectos da cultura popular do Maranhão.

O Livro “Trajetórias, espaços e repertórios de intervenção política”, da Prof. Dra. Eliana Tavares dos Reis, trata, no âmbito de uma sociologia política das intervenções militantes, dos condicionantes sociais e históricos que pesaram no desdobramento de trajetórias (individuais e coletivas) de agentes que atuaram em movimentos de resistência ao regime militar no Rio Grande do Sul. Para tanto, entre outros aspectos que foram investigados, destaca-se a apresentação de dados sociográficos; a descrição das inserções em distintos espaços de atuação, especialmente em diferentes organizações de esquerda, clandestinas ou não; a explicitação de “causas” defendidas e disputadas pelos protagonistas; a sistematização de padrões de carreiras seguidas; e a reflexão em torno do trabalho de memória acionado em eventos de consagração geracional e nas entrevistas realizadas.

O livro “Fazendo e desfazendo gêneros”, reúne artigos de pesquisadores do Grupo de Estudos de Gênero, Memória e Identidade (GENI), coordenado pela Profa. Dra. Sandra Nascimento Sousa, ao longo de quatorze anos de pesquisas centradas no debate sobre diferenças de gênero, problematizando questões sobre o que constitui nossos corpos? Quais as configurações de sujeitos e práticas são socialmente legitimadas como normais? Que vetores políticos instituem diferenças, desigualdades de poder e exclusões sociais?

O livro “Economia, história e teoria da prática em Bourdieu”, do Prof. Dr. Antonio Paulino, é resultado de pesquisa, leitura problematizada e reflexiva e de discussões sobre a obra de Pierre Bourdieu (1930-2002), no interior de grupo de pesquisa e em salas de aula (graduação e pós-graduação). A particularidade do texto se deve a uma preocupação em apresentar não uma definição dos conceitos como “estrutura”, “campo”, “habitus”, “estratégia”, “capital”, mas nos permitir compreender o funcionamento destes no modo de explicação da teoria do mundo social de Bourdieu. Como Bourdieu mesmo dizia, “os conceitos não têm outra definição senão sistemática e são concebidos para ser colocados em prática empiricamente de maneira sistemática". Nesse sentido, o livro do professor Antonio Paulino contribui com o longo trabalho de difusão e dos modos de recepção da obra do sociólogo francês no Brasil.

O número 23 da Revista Pós Ciências Sociais tem como tema central o dossiê “Profissões e Espaços da Política”, organizado pelas professoras e pesquisadoras Eliana Tavares dos Reis (UFMA) e Fernanda Rios Petrarca (UFS). Os oito textos que compõe o trabalho coletivo exploram, por intermédio de diferentes enfoques, as intersecções entre recursos conquistados em domínios profissionais e disputas em arenas políticas ou politizadas (administração pública, burocracias, legislativos, partidos, movimentos sociais, jornais, universidades e escolas). A diversidade de configurações nacionais tratadas pelos autores (Hungria, Índia, França e, sobretudo, Brasil) possibilita cotejar para cada contexto examinado: lógicas que condicionam as imbricações; condicionantes históricos, sociais e culturais intervenientes em estratégias de (re) conversões; e graus variados de autonomia e diferenciação das esferas da vida social. Outro aspecto a ser realçado, é o mosaico de instrumentos de objetivação utilizados pelos pesquisadores na construção de seus estudos.

O número 24 da Revista Pós Ciências Sociais apresenta como tema central o dossiê “Desenvolvimento, territórios produtivos, trabalho e conflitos sociais”, organizado pelos professores José Ricardo Ramalho (UFRJ) e Roberto Véras de Oliveira (UFPB). Os oito artigos do dossiê permitem ao leitor revisitar a questão do “desenvolvimento”, novamente em voga no Brasil e na América Latina, sem perder de vista as adjetivações, justificações e tensões que comporta atualmente. As contribuições são representativas de uma agenda de pesquisa que enfoca o lugar estratégico do Estado na economia, bem como os mecanismos de reconhecimento e de institucionalização dos conflitos sociais e do trabalho, observados no bojo do processo de globalização.

Mais informações: Flávia Moura 981046288.
Postar um comentário