09 setembro 2015

Vereador Comunista diz que Imperatriz vive um caos na segurança pública



Em entrevista concedida ao jornal da Mirante do meio dia, um dos mais assistidos, o vereador Carlos Hermes (PC do B), atribuiu a não aprovação da emenda à Lei dos Bares aos altos índices de violência na cidade de Imperatriz, e qualificou o momento vivido pela população como o caos (sic), comparando os índices considerados altos, a números parecidos com países que vivem em guerra civil, como a Síria, arrematou o comunista.

Mesmo sendo vereador da base e do partido do governo, o PC do B, o reconhecimento do caos existente na segurança pública e na segurança do segundo maior município do Estado, acabou assegurando ao parlamentar certa ombridade por sua sinceridade e exposição, diferente da qualificação imposta anteriormente pelo vereador João Silva, quando utilizou a tribuna da câmara, na polêmica sessão da Lei dos Bares, para chamar os vereadores que teriam mudado o voto por medo da pressão, "de frouxos". 

Em um encontro dos vereadores comunistas com o governador realizado no final de semana, militantes das redes sociais chegaram a cobrar um posicionamento acerca das denuncias que viaturas da Policia Militar estariam faltando combustível, porém, apenas o vereador Adonilson saiu em defesa do governo, explicando que existe um esforço dos agentes de segurança no afinco de conter a violência, inclusive com esforços do governo para colocar novas viaturas e policiais nas ruas.

Postar um comentário