30 outubro 2015

Candidatura própria do PSDB a prefeito de Imperatriz ganha força



Quem apostou que o ato político em defesa da candidatura própria do PSDB para prefeito de Imperatriz seria um fiasco, se equivocou redondamente.

Além do grande público, que lotou o auditório da Associação Médica, o ato surpreendeu pelo conteúdo e pelo tom dos discursos.

À chegada triunfante do pré-candidato do partido no auditório foi festejada como se já estivéssemos em ritmo de campanha eleitoral, enquanto do lado fora um foguetório anunciava a dimensão do evento.

Diferente do que costuma acontecer nessas ocasiões, em que figurações de partidos são chamados a discursar, o ato político foi ancorado por três pessoas da ala jovem do PSDB (Priscila, Joenes e Welington), e prestigiado por inúmeras lideranças populares.

Quase todos os secretários do Governo Madeira (Zesiel Ribeiro, da Educação; Liberato Rodrigues e Francisco Jefferson, da Fazenda; Lucena Filho, da Cultura; Francisco do Planalto, da Defesa Civil; Alisson Mota, representando a Saúde; Elson Araújo, da Comunicação; Klayton Silva, da Juventude, Raimundo Siqueira, representando a Administração; Hudson Nascimento, Chefe de Gabinete; Cabo José Ribamar, do Trânsito; e Joel Costa, Ouvidor-Geral). O procurador Geral do Município, Gilson Ramalho justificou a ausência, reafirmando, através de uma correspondência, o seu incondicional apoio àquela iniciativa.

O secretário de Administração, Iramar Lima, um dos entusiastas do movimento, em razão do falecimento de uma pessoa da família, não pôde comparecer.
João Francisco Silva, vereador e líder do Governo na Câmara, não só compareceu como também fez um forte discurso defendendo a candidatura própria do PSDB, afirmando que em 30 anos de vida pública nunca conheceu um prefeito tão dedicado como o prefeito Madeira.

Os apresentadores do ato fizeram a exibição de vídeos que demonstraram os incomparáveis avanços da cidade na gestão do prefeito Madeira, e na sequência, depois de reiterarem a necessidade de o PSDB ter candidatura própria, passaram a fala ao pré-candidato Daniel Souza, que, segundo eles, representa o sentimento de todos que desejam que o Partido não se afaste do comando da cidade.

Sorridente e alegre, o candidatável brincava com a plateia. A falar, o pré-candidato deu o tom.

"Me recuso a acreditar que o nosso partido, o PSDB, que reconstruiu a cidade; que é responsável pelos enormes avanços de Imperatriz; e que tem a maior liderança política do Maranhão, o prefeito Madeira, se contente em ser meramente coadjuvante. Isso não existe. O PSDB vai conduzir o processo e vencer, novamente, as eleições para prefeito", discursou diante da euforia contagiante do público.

Daniel Souza disse que o PSDB em Imperatriz estava numa encruzilhada . "Nós estamos diante de um dilema. Ou o PSDB fica recolhido, e participa do processo como espectador, perdendo o comando da segunda maior cidade do Maranhão, ou o PSDB assume a sua grandeza política, sai do casulo, conduz o processo e vence as eleições de 2016, para que Imperatriz continue avançando. Não me parece lógico ou justo que percamos o comando da política de Imperatriz porque a própria cidade não aceita", dizia, sob os fortes e entusiasmados aplausos da plateia.

Daniel Souza pregou a defesa da cidade e a defesa do legado político do prefeito Madeira, ressaltando a preocupação segundo a qual os destinos da cidade não poderia cair nas mãos do retrocesso nem tampouco numa aventura política, acrescentando que a inexperiência ou desonestidade levariam a descarrilar Imperatriz.

O pré-candidato destacou, ainda, na sua fala, que o PSDB vai marchar unido, sem divisão e sem fazer corpo mole porque o Partido é responsável por tudo aquilo que conquistou.

"A unidade é uma tradição no nosso partido. Vamos marchar juntos e com o apoio dos nossos aliados vencer as eleições. Para isso, precisamos sair da zona de conforto. Precisamos falar para a cidade do nosso projeto e das nossas aspirações. Não se faz uma pré-campanha com o nome escrito no quadro ou deitado numa rede, balançando na sombra. Uma campanha se ganha nas ruas, palmilhando os bairros, falando com pessoas e absorvendo o sentimento do eleitor. Em 45 dias de pré-campanha fizemos aquilo que o nosso líder Madeira nos ensinou a fazer. É nesse contexto que me coloco à disposição do Partido, a disposição do projeto e à disposição da defesa da nossa cidade", falou, emocionando até mesmo os mais céticos dos tucanos.

"Eleição se faz pegando nas mãos das pessoas, no olho a olho, nas ruas e nos bairros", complementou o presidente local do PSDB, J Ribamar.
Daniel Souza, já nos finalmentes, mandou um recado aos que pregam a discórdia interna e aos que acirram o jogo político.

"Pensaram que íamos atacar e que iríamos fazer um discurso excêntrico e belicoso. Quebraram a cara. Defendemos a unidade do Partido e o seu fortalecimento ao mesmo tempo em que defendemos a candidatura própria como única possibilidade de manter vivo o legado do prefeito Madeira. Vamos fazer uma campanha limpa, aberta e propositiva. Quem amanhã escrever diferente do que pregamos em nosso ato de hoje é porque é mentiroso ou desinformado".

O pré-candidato finalizou o ato político abraçando sua esposa, Eliete, e seu pai, o jornalista Antonio Costa, aplaudido de pé enquanto o jingle da campanha passada emalhava o sonho e os sentimentos de militantes, simpatizantes, admiradores e correligionários políticos do PSDB.
Postar um comentário