28 outubro 2015

Exclusivo: Candidato de Marcio Jerry e Carlos Hermes perde eleição do sindicato dos professores

´Professores lotam steei após eleição
A tentativa de Wilas Moraes, de emplacar o segundo mandato de presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino em Imperatriz, o STEEI, fracassou, vergonhosamente.

Mesmo aparelhado pelo Governo do Estado, com o apoio do secretário mais próximo de Flávio Dino, Márcio Jerry, e do vereador do PC do B, Carlos Hermes, Wilas amargou a segunda posição.

O anônimo concorrente, que encabeçou a Chapa 2, Francisco Messias, venceu a eleição do Steei, deixando para trás também os petistas Vanessa (chapa 3), mulher do vereador Aurélio do PT, e Charles, chapa 4.

Os servidores da educação, que acompanhavam atentamente o processo, ao saberem do resultado, festejaram, cantarolando o famoso samba de Beth Carvalho "Brigou comigo... Sem ter porquê....Vou festejar...O teu sofrer...O teu penar...Você pagou com traição a quem sempre
Lhe deu a mão".

O Sindicato dos Professores tinha se transformado num aparelho político do PC do B e do PT contra a gestão do Prefeito Sebastião Madeira, mesmo diante dos enormes avanços que a categoria conquistou na gestão tucana, como, por exemplo, 52% de reajuste de salário em cinco anos; aumento 100% do auxílio alimentação; indenização de hora aula atividade sem prejuízo de outras gratificações; cursos de formação e capacitação; seminários temáticos; recuperação, reformas e construção de escolas.

A gota d'Água para a derrota dos esquerdóides, incluindo ai as chapas do petismo, foi a circulação de um vídeo em que o vereador Rildo Amaral aparece dizendo que foi o Wilas, presidente do Steei, que pressionou a Câmara de Vereadores a aprovar a mudança de estatuto sem a liberação do FGTS.
Desorientado, na véspera da eleição, quando o Ministério Público do Trabalho e a Prefeitura pressionavam a Caixa Econômica Federal a liberar o FGTS, administrativamente, Wilas Moraes, deu uma entrevista na TV Difusora orientando os professores a não receber as Carteiras de Trabalho, principal documento para acessar o Fundo de Garantia. O vacilo ganhou repercussão entre a classe, impedindo que o até então forte candidato à reeleição, bancado com o dinheiro do sindicato.

Nos bastidores comenta-se que o candidato vencedor teve o apoio do secretário de Educação, Zesiel Ribeiro, e da Associação de Diretores de Escolas Municipais.
Placar final:

Francisco - chapa 2 = 533          
Wilas (PC do B) - chapa 1 = 342
Vanessa (PT) - chapa 3 = 322
Charles (PT) - chapa 4 = 346
Postar um comentário