25 maio 2016

Desabafo de um PM do Maranhão sobre o caso Ana Hickmann


Policial Ministar do Maranhão  /SDJurandy Kastro
O cunhado de ANA HICKMANN matou um fã, com dois tiros na NUCA e um de raspão no braço, está sendo chamado de herói, mas se fosse um PM que tivesse matado alguém com dois tiros na nuca e um no braço, seria chamado de HERÓI ?
Reconheço a legítima defesa da ação, parabéns pelo ato, mas se fosse um PM ou outro policial, seria homicídio decorrente de ação policial, não legitima defesa. Quero apenas chamar atenção para a citação que vivemos, a polícia está acuada.
Inúmeros policiais estão afastados de suas funções e com suas armas apreendidas, por terem o mesmo ato de heroísmo, alguns até com seu direito de liberdade vedado.
Vagabundo só respeita o mal que você pode fazer a ele, se mudanças não acontecerem, dias piores virão.
Nesse Caso Ana Hickman, se a polícia militar tivesse invadido o hotel, e tivesse disparado dois tiros na nuca e um nas costas do indivíduo. Quais seriam as manchetes dos jornais ?
A - Polícia despreparada executa fã de Ana Hickman.
B - Polícia truculenta, executa "suspeito" em BH.
C - Polícia executa jovem trabalhador fã de celebridade.
D - Polícia forja, e assassina fã com um ursinho na mão e diz que o mesmo estava armado
E - Aumenta o número de fãs mortos pela Polícia nos últimos anos

(texto original retirado da rede social do guerreiro)
Postar um comentário