04 maio 2016

José Carlos solicita prorrogação do prazo do IPTU-2016


Vereador-presidente justifica atraso na entrega dos carnês do referido imposto e diz que contribuintes não podem ser penalizados

Imperatriz – O presidente da Câmara Municipal de Imperatriz, José Carlos Soares Barros (PV) solicitou nessa terça-feira (3) a prorrogação do prazo de pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU-2016).

Ele justificou que a maioria dos proprietários de imóveis ainda não recebeu o carnê que concede descontos de 10 a 20 por cento no pagamento do imposto até a data-limite.

“Nós conversamos com o prefeito Madeira e solicitamos que o prazo seja estendido até o próximo dia 29 desse mês, fato que peço o apoio dos colegas na aprovação dessa proposição”, reforçou.

O vereador Francisco Rodrigues da Costa (PSB), o Chiquim da Diferro, questionou os valores que estão sendo cobrados pela Receita Municipal paga pagamento do IPTU-2016. “A imóvel não vale o valor que estão cobrando de IPTU. É um absurdo! Os valores variam de R$ 600,00 a R$ 1.000,00”, dispara.

Ele diz que os moradores do povoado Coquelândia, que foram contemplados com a emissão do título definitivo de propriedade, estão preocupados com os elevados valores cobrados na taxa do IPTU.

“Essas pessoas não têm condições de pagar esse valor cobrado do IPTU, pois é importante que todos os colegas discutam em reunião esse problema para verificar a possibilidade de reduzir esse imposto”, frisa.

O vereador-presidente José Carlos ressaltou que o Código Tributário do Município dispõe de 974 artigos, porém observou “não lembra ter sido aprovado valores de IPTU para zona rural de Imperatriz”.

“Nunca foi cobrado IPTU aos moradores da zona rural desse município; peço ao colega Chiquim da Diferro, que é presidente da Comissão de Constituição e Justiça, solicitar aos técnicos da Receita Municipal para verificar no Código Tributário essa cobrança de IPTU no interior do município que acredito deve ter um tratamento diferenciado”, finalizou.


[Assessoria-Câmara]
Foto: Fábio Barbousa
Postar um comentário