15 junho 2016

Estreito e São João do Paraíso estão entre os municípios menos transparente do Brasil.

O Estado do Maranhão apareceu na última colocação do Ranking Nacional de Transparência no quesito Governo Municipal.

No inicio deste mês de Junho o Ministério Público Federal (MPF) divulgou o novo ranking da transparência, que mede o nível de transparência de estados e municípios brasileiros. Segundo o órgão, o resultado da nova classificação identificou que algumas irregularidades e pouco interesse em resolver a questão da transparência nos gastos e ações publicas, o que torna mais fácil o desvio de finalidade dos recursos públicos e mais difícil a fiscalização por parte da população. 

No caso de Estreito e São João do Paraíso, não foi possível identificar qualquer interesse em resolver as deficiências da transparência, visto que a nota da primeira e da segunda avaliação foi ¨0¨ (ZERO) para os dois municípios.

A avaliação se baseia em questionário desenvolvido pela Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro (Enccla), que selecionou as principais exigências legais e itens considerados boas práticas. Foram avaliados portais de 5.567 municípios em todo o Brasil, e pasmem, os municípios do Maranhão, entre eles a cidade de Estreito e São João do Paraíso, na região tocantina, estão entre os município menos transparentes do Brasil, segundo o índice nacional do MPF. (veja gráfico abaixo)

A análise mensura o grau de cumprimento de leis referentes à transparência no Brasil, numa escala que vai de zero a dez e os dois municípios tiveram a nota ZERO na primeira e na segunda avaliação. Segundo o MPF, serão propostas ações civis públicas contra todos os municípios que ainda persistem em não avançar no nível de transparência conforme a Lei regulamenta.






Postar um comentário