17 junho 2016

JOÃO LISBOA: Ação movida por pré-candidato paralisa construção de creche no Bairro Cidade Nova

Joãolisboenses lamentam nova paralisação das obra da creche.

A obra da Creche do Bairro Cidade Nova e a população que aguarda ansiosa pelo termino dessa importante construção, sofreu mais uma derrota no inicio desta semana. 

A empresa B. A. Construções e Serviços LTDA, que havia abandonado os serviços, conseguiu uma ação na justiça através do seu procurador o advogado Dr. Enoque Cavalcante de Albuquerque paralisando a construção por por tempo indeterminado.


O advogado e pré-candidato a prefeito de João Lisboa, não considerou em nenhum momento o desgaste popular quando exerceu seu oficio em defesa da empresa B. A. Construções e Serviços LTDA, que teve seu contrato com a prefeitura cancelado por abandono da obra e que naturalmente vinha prejudicando a população.

Esta mesma empresa também ficou conhecida no governo anterior pela condição mal acaba das obras e de qualidades questionáveis, segundo informações de engenheiros que fiscalizaram a obra, mesmo assim, Dr. Enoque requereu contra o seu próprio município em favor de uma empresa privada. 

Segundo a assessoria da prefeitura de João Lisboa, uma defesa judicial está sendo preparada pela assessoria jurídica para retomar a obra, visto que a mesma possui forte interesse social.

Mesmo exercendo seu papel profissional aliados do advogado acreditam que em hipótese alguma um pré-candidato a prefeito deveria entrar com uma ação contra seu próprio município, e o agravante, avalizando uma empresa que vem prejudicando a população joãolisboense, em especial, os moradores do Bairro Cidade Nova.

ENTENDA O CASO_

Em 2013 a atual gestão assume a obra com Empresa B.A o construções, licitada na gestão passada, que não vinha tocando a obra devidamente.

 Depois de mais de ano com a obra parada a atual gestão cancela o contrato com a B. A instruções faz nova licitação. A empresa Construset vendedora do certame, vinha tocando a obra a todo vapor, com previsão de Inauguração da obra no final de agosto, no entanto, através da ação patrocinada pelo advogado da empresa que vinha prejudicando o município  Dr. Enoque, a justiça determinou a paralisação da obra. 
Postar um comentário