07 novembro 2016

ITZ_ Veículos apreendidos são largados ao sol e o DETRAN-MA cobra caro por isso, denuncia despachantes.


A CIRETRAN de Imperatriz é motivo de reclamações, principalmente por parte dos Escritórios de Despachantes, que prestam serviços diariamente e necessita do bom funcionamento do órgão para atuar com satisfação.

As reclamações, desta vez, são por conta de uma empresa terceirizada que guarda os veículos apreendidos e cobram alto por isso, entretanto, sem nenhum galpão e nem vistoriador, aumentando o custo e dificultando a retirada do veículo.

Todos os usuários foram recebidos com o aumento considerado abusivo nas taxas e multas e também do local em que os veículos ficam apreendidos.  Antes ficavam abrigados no pátio da Regional de Trânsito, no entanto, não eram cobrados valores considerados altos, com as multas e diárias do veículo. Agora a situação beira a desordem. Segundo os despachantes, os veículos são obrigados a ficar num pátio localizado na BR-010 próximo ao Gás Butano, no pátio da Vip Leilões, mesmo o veículo não estando em processo de leilão – considerado, ainda, totalmente contra-mão da localização do SIRETRAN, além das multas e valores terem sido triplicados para alguns veículos, o local ainda não dispõe de galpão e nem de vistoriadores. “A empresa terceirizada não dispõe de quase nenhuma responsabilidade, no entanto, arrecada valores consideráveis”, relatou um usuário.


Para retirar um veículo apreendido é necessário aguardar a disposição de um vistoriador da CIRETRAN para que seja levado até a empresa terceirizada, atrasando a retirada do veículos que chegam a pagar até 15 reais por dia, dependendo da categoria. 

Os responsáveis precisam corrigir este erro, afinal, as mudanças devem vir sempre para melhorar e não dificultar.
Postar um comentário