19 abril 2017

Escola da Vila Mariana receberá nome de Adalberto Franklin

Projeto de Lei de autoria do vereador Zesiel Ribeiro foi aprovado pela Câmara Municipal

O plenário da Câmara Municipal de Imperatriz aprovou na sessão desta quarta-feira (19) o Projeto de Lei Ordinária nº 13/2017, de autoria do vereador Zesiel Ribeiro, que denomina de ‘Adalberto Franklin’ a Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) localizada na Vila Mariana.

A obra iniciada pela gestão do ex-prefeito Sebastião Madeira, período em que o professor Zesiel esteve à frente da Secretaria Municipal de Educação, é fruto de convênio com o Governo Federal por meio do FNDE em contrapartida com recursos do Tesouro Municipal, e foi repassada para a gestão atual com mais de 70% concluída. 

Sobre a iniciativa, Zesiel ressalta que ao ser eleito o vereador mais votado de Imperatriz, assumiu o compromisso de lutar pela defesa da cidade e representar os anseios da comunidade como legislador, entre eles, o de reconhecer o mérito de cidadãos que na vida pública ou no anonimato trabalham pela cidade. 
“Enquanto estivemos à frente da SEMED conquistamos inúmeros avanços na qualidade da educação municipal, a exemplo do atendimento à primeira infância, pois conseguimos entregar cinco unidades Pro-infância em diferentes regiões da cidade e deixamos mais quatro em construção e outras três aprovadas. Dessas, a obra mais adiantada é a da Vila Mariana, já em fase de conclusão. Com a perda precoce do Adalberto, não hesitei em solicitar que seu nome ficasse gravado em uma obra que vai possibilitar a formação dos escritores do futuro”, disse o vereador. 

AGRADECIMENTO – Em nome da família, Eduardo Franklin, segundo filho de Adalberto agradeceu o gesto de eternizar o nome de seu pai em um órgão público de grande relevância para a cidade: “Entendemos a importância da simbologia, pois todo o trajeto de nosso pai foi baseado no amor pela cidade e na valorização de Imperatriz no cenário estadual e nacional. Com seu nome gravado em uma escola pública, as futuras gerações terão acesso facilitado ao legado de Adalberto Franklin”. 

[Da Assessoria]

Postar um comentário