10 outubro 2017

Ré confessa, ex-mulher de Pedro Ventura vai hoje (10) a juri popular

Célia Ribeiro (ex-mulher) confessou crime
Inicia hoje (10) o julgamento dos acusados de matar o empresário Pedro Ventura, crime ocorrido em janeiro do ano passado. 

A ex-mulher, Célia Ribeiro Teotônio, confessou o crime (na época) e revelou, em depoimento, sobre como o local onde Pedro Ventura foi morto, quantos tiros foram dados e a tentativa de ocultação do corpo.


O corpo de Pedro Ventura foi encontrado em estado de decomposição 15 dias depois da morte, próximo a cidade Buritirana-MA.

O júri popular ocorre no fórum de Imperatriz, e deve durar 24 horas. A mãe da vitima, Sula Ventura, que veio do Rio de Janeiro para acompanhar o julgamento, espera que a justiça seja feita e a pena máxima seja aplicada aos acusados. Ela é responsável por criar o filho do casal, e relatou a nossa reportagem o drama da criança para vencer os traumas. O pai teria sido assassinado em frente a criança, relata.

Em setembro do ano passado o pai de Pedro Ventura, Jorge Ventura, que também é advogado no processo, afirma que foi ele quem fez as denúncias ao Ministério Público sobre as supostas regalias que Célia Teotônio estaria recebendo no presídio como o não uso de uniforme. “Obviamente que houve a denúncia de minha parte mostrando os itens importantes em que estava se ferindo as regras estabelecidas na unidade prisional de Davinópolis. Foram investigadas, constatadas e a transferência dela certamente foi com todo este histórico”.

Um boletim de ocorrência também foi registrado por uma ex-servidora relatando situações em que a presa estaria sendo beneficiada. (parágrafo de autoria do G1)


Dois irmãos da acusada também são suspeitos de participação no crime. 


Postar um comentário