10 novembro 2017

Em Imperatriz, Flávio Dino recebe homenagens e trata de investimentos para Região Tocantina

Incentivo à formação e ao desenvolvimento da Região Metropolitana de Imperatriz e investimentos de R$ 340 milhões para a saúde e criação da Uemasul foram algumas das ações do Governo do Maranhão destacadas pelo governador Flávio Dino, durante o I Fórum de Desenvolvimento da Região Tocantina. O evento foi realizado nesta quinta-feira (9), em Imperatriz. 

No município, o governador esteve também no Colégio Militar Tiradentes, onde recebeu homenagens dos estudantes. 

No Fórum, o governador falou dos projetos em benefício dos mais de 670 mil habitantes dos 22 municípios da Região. Um dos destaques foi a instituição da Agência Metropolitana. 

Ele também comentou a criação da Uemasul, em que estão sendo investidos mais de R$ 13 milhões e que já apresenta resultados devido à autonomia. “Por exemplo, para cá, tínhamos antes apenas 39 bolsas de pesquisa. Agora, em um ano da Uemasul, já são 96, isso é fruto da autonomia”. 

“Faremos ainda concurso para professor da Uemasul com 30 vagas, reforma do Campus de Imperatriz, Açailândia, Estreito, entre outros”, completou. 

Ele comentou ainda ações de segurança e falou da importância do incentivo público para o desenvolvimento da região. 

“O governo sozinho não gera desenvolvimento. Nós temos uma visão de compatibilização do setor público com o setor privado. Nesse caso o que procuramos fazer é oferecer infraestrutura, políticas sociais e marcos legais que permitam a ação dos empresários”, completou. 

Homenagem

No Colégio Militar Tiradentes, o governador Flávio Dino foi homenageado pelo aluno Chrystyan Valuar, de 12 anos. Aluno do sexto ano, ele fez uma redação para o Projeto Trilha Cultural sobre o governador e teve o texto premiado na Escola. 

“Para mim, ele é um ídolo e meu sonho é ser presidente do Brasil”, contou o garoto. 

Para o governador, o reconhecimento foi importante por ser feito por um aluno, dentro de uma escola. 

“A escola é um espaço sagrado de verdade para quem tem esperança e acredita na educação como um caminho libertador de emancipação. Por isso, vir a uma escola e ser reconhecido pela sua qualidade, num projeto que já existe é uma homenagem realmente inesquecível”, comentou. 

Os textos do Trilha Cultural ficam exibidos no pátio da escola, para a leitura de todos os alunos.
Postar um comentário