04 dezembro 2017

Governo realiza mais de 67 mil atendimentos em oito edições do Mais Saúde


Com oito edições do Mais Saúde, o Governo do Estado realizou mais de 67 mil atendimentos. Moradores da Vila Embratel, Anjo da Guarda, Coroadinho, Cidade Operária, Maiobão, Vila Cafeteira, Caratatiua, Cidade Operária e regiões vizinhas tiveram acesso a diversos serviços de saúde da atenção básica, cidadania, além da emissão de documentos de identidade, CPF e antecedentes criminais. Na última edição do ano, na Universidade Estadual do Maranhão (Uema), o programa realizou 4.143 atendimentos. 

Para o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, a marca de quase 70 mil atendimentos deve ser comemorada, mas também avaliada. “Revela o sucesso da ação, com adesão muito maior do que o esperado. De outro lado, também revela a necessidade de melhorarmos a articulação com os municípios, evitando que as pessoas adoeçam”, disse.


Para o gestor estadual da Assistência Farmacêutica da SES e coordenador do Mais Saúde, Sandro Monteiro, o programa cresceu porque a população viu que existe efetividade no atendimento. “Cada região tem sua peculiaridade. Então fazemos um estudo prévio e vemos qual atendimento precisa ser aumentado ou diminuído, para adaptarmos de acordo com a demanda”, ressaltou.

Com esta oitava edição na Universidade Estadual do Maranhão, o programa alcançou a marca de 67.271 atendimentos. Destes, 3.365 foram com clínicos gerais, 1.862 com dermatologistas, 1.800 com ginecologistas, 935 com nutricionistas, 2.802 na área de oftalmologia, voltado para detecção e tratamento do Glaucoma, 1.655 na pediatria e 3.900 na saúde bucal.

Foram feitos ainda 918 preventivos em mulheres, 10.770 testes rápidos (Sífilis, HIV e Hepatites B e C), 175 testes rápidos de colesterol, 7.435 atendimentos na triagem/enfermagem (aferição de pressão e glicemia), 1.591 vacinas ministradas e 10.648 atividades educativas, com especial atenção para a oficina de escovação para crianças com distribuição de kits de higiene bucal.

Fechando o ciclo médico, 3.535 pessoas receberam medicamentos gratuitamente na farmácia e 5.030 foram atendidas pelo serviço social. Já nos serviços de cidadania, foram emitidos 2.295 cartões do SUS e 1.751 documentos de identidade e CPF, através do Viva Cidadão. 

Oitava edição do Mais Saúde 

Nesta última edição do Mais Saúde em 2017, o programa realizou 4.143 atendimentos. A dona de casa Beatriz Ferreira, de 34 anos, que mora na Santa Efigênia, foi uma dessas pessoas. Ela aproveitou para levar as filhas para consultar com o pediatra. “Achei o atendimento maravilhoso e ainda consegui consultar minhas filhas. Me deram os encaminhamentos para exames de sangue, mas já saí com os remédios prescritos de graça, não precisei comprar nada”, frisou.

Quem também ficou satisfeito com o Mais Saúde foi o aposentado João Marcio de Souza, de 65 anos. Ele foi à Universidade Estadual do Maranhão para se consultar com o clínico geral e fazer testes rápidos. “Achei muito bom, pois tenho dificuldade para me locomover para outros lugares para consultar. Sem contar que tenho que marcar várias consultas diferentes e isso demora. Aqui consultei com todos os médicos e ainda saí com os medicamentos”, falou.

O Programa Mais Saúde tem oportunizado atendimentos de saúde na área da atenção básica e cidadania. Testes rápidos (sífilis, HIV e hepatites), serviços de enfermagem (aferição de pressão e teste de glicemia) e serviço social são os mais procurados nas ações do Mais Saúde.
Postar um comentário