15 dezembro 2017

SENSACIONALISTA: Zeziel pede anulação da eleição e 10 agora é maior que 11

A ausência proposital deve pesar contrario a argumentação de quem deseja anular uma sessão na qual optou por não estar presente, isto é, sem justificativa para faltar.

ZC - reeleito para o 3° mandato de presidente
O vereador Zeziel Ribeiro (PSDB) usa a falta ou ausência de 2/3 dos presentes no dia da eleição da câmara para pedir a anulação, mesmo que o grupo formado não tenha a mínima condição lógica, ou qualquer outra (até porque matemática 1 + 1 continua sendo 2) de superar a maioria em uma provável votação, portanto, ao argumentar a ausência de quórum o vereador utiliza de “má fé” para boicotar o processo, pois como disse anteriormente e para que não aja duvidas, 11 é maior que 10, e exatamente por isso que a ausência proposital dos 10, em tese, não altera o resultado do processo, mas deixa claro que o objetivo não passa de onde está.

O resultado da eleição de Zé Carlos, que agora vai para o seu terceiro mandato consecutivo presidir a câmara de vereadores de Imperatriz, só ficou pior porque o grupo armado para conquistar o comando da casa dava como certo a vitória, ao perceber que o resultado tinha sido alterado, a única saída para não ser vencido de forma humilhante era abandonar o processo.

Em uma possibilidade remota, mesmo que a justiça viesse a anular a eleição, na matemática o resultado é sempre exato, quer dizer, 11 vai continuar sendo maior que 10. - Não é professor Zeziel?


Postar um comentário