01 janeiro 2018

PRF realiza operação na BR 226 entre Presidente Dutra e Grajaú


Entre os objetivos dos trabalhos estão a inibição de assaltos próximo à região das aldeias e a fiscalização de veículos com possíveis irregularidades. Centenas de veículos foram abordados todos os dias. Uma arma de fogo foi apreendida

A Polícia Rodoviária Federal realizou no período de fim de ano, entre o natal e o ano-novo, uma Operação batizada de Canabrava II, que integra os trabalhos da Operação RODOVIDA, que teve início no último dia 22 de dezembro e encerramento programado para o dia 18 de fevereiro de 2018. 


O efetivo policial, com várias viaturas e equipamentos, foi convocado para a intensificar a fiscalização na BR 226, especialmente entre Presidente Dutra e Grajaú, com o objetivo de reforçar a fiscalização de trânsito na região e aumentar a segurança para quem trafega naquela importante rodovia. Na região das aldeias, não é tão raro a ocorrência de assaltos naquele trecho, localizado entre Grajaú e Barra do Corda. O enfrentamento a criminalidade foi realizado por agentes da PRF, que fizeram rondas diuturnamente sempre realizando abordagens a veículos e fiscalizando seus ocupantes. Um homem foi detido e conduzido para a delegacia de Polícia Civil por porte ilegal de arma de fogo. Ele portava uma espingarda Cal 32. 

No quesito trânsito, um dos trabalhos realizados foi a colocação do radar móvel, que, em apenas três dias, flagrou mais de 300 veiculos transitando com velocidade acima do permitido. Um dos veículos fotografados pelo aparelho portátil da PRF transitava a 175km/h. 

O nome da Operação se deve a uma das aldeias indígenas daquela região. Há alguns meses a PRF realizou a Operação Canabrava I, direcionada ao enfrentamento de assaltos e apreensão de veículos clonados. Naquela ocasião os trabalhos se estenderam até São Domingos do Maranhão e Colinas, quando foram apreendidas várias caminhonetes de luxo, todas com ocorrência de roubo ou furto.

Outras operações deverão ser realizadas na BR 226 com o mesmo objetivo de dar mais segurança aos usuários daquela rodovia, incrementar a fiscalização de trânsito e evitar acidentes.

Fonte: PRF
Postar um comentário