30 abril 2018

MP investiga suporto crime ambiental praticado pelo ex-deputado Davizinho



O Ministério Público do Maranhão, por meio do titular da 3ª promotoria Especializada do Meio Ambiente, doutor Jadilson Cirqueira, abriu uma investigação para apurar a supressão de vegetação, popularmente conhecido por desmatamento. O crime ambiental vem ocorrendo na Zona Rural do Município de Imperatriz, na região conhecida como Povoado Barra Grande e teria sido praticado por uma empresa que tem como um dos sócios o ex-deputado federal Davi Jr.

A área faz parte de uma antiga propriedade [pousada] da família do ex-deputado federal, Davi Alves Silva (assassinado em 1998), e hoje loteada pelo filho que também foi deputado federal. Segundo a denuncia, foi criado um loteamento conhecido como “loteamento de chácaras” que fica às margens do Riacho Barra Grande, local que estaria sendo totalmente desmatado.

Segundo a denuncia protocolado por um morador, há fortes indícios de ilícitos administrativo ambiental, ilegalidades cíveis e ações criminosas de forma a necessitar de mais diligências para apuração dos fatos, relata a portaria n° 0004/2018 do Ministério Público.


Postar um comentário