03 dezembro 2018

Idosa cai no 'conto do vigário'

o progressonet

Uma idosa de 62 anos foi vítima, na manhã dessa sexta-feira (30), de um casal de estelionatários que roubou dela R$ 11 mil. O golpe, conhecido por ‘conto do vigário’, começou na cidade de Estreito, onde a idosa entregou ao casal R$ 6 mil, e terminou em Imperatriz, onde foram roubados mais R$ 5 mil.

Como sempre acontece, o golpe iniciou quando a estelionatária perguntou à idosa por um endereço em Estreito. Em seguida, o homem se aproximou e a mulher disse que teria ganho cerca de R$ 1 milhão na loteria, mas que teria de vir na Agência da Caixa Econômica em Imperatriz.

O homem pediu à golpista para conferir o jogo e ele teria dito que fez uma ligação para Brasília e recebeu a confirmação da premiação da mulher. A golpista pediu para a idosa emprestar o dinheiro que tivesse que ela lhe daria um grande valor. O homem (fingindo não conhecer a mulher) se prontificou a arrumar o dinheiro e pediu para elas esperarem que ele iria fazer o saque. 

A idosa relatou à golpista que tinha só mil reais na bolsa. A vítima entregou o dinheiro, mas contou também que em uma conta da Caixa de Estreito ela tinha cinco mil reais e que em, uma conta poupança da Caixa Econômica de Imperatriz, tinha mais cinco mil.

Neste momento, o homem retorna com uma bolsa dizendo que tinha sacado dez mil. Em seguida, os dois levam a idosa na agência em Estreito para sacar 5 mil reais. Eles convenceram a mulher a sacar mais cinco em Imperatriz. Os três vieram no carro dos estelionatários. A idosa sacou os cinco mil reais na agência da Praça Brasil. Os dois ficaram no carro e, após a idosa entregar o dinheiro, pediram para a mulher retornar à agência e pegar a senha para a golpista ir sacar uma parte do seu dinheiro ganho na loteria. O casal, inclusive, entregou uma bolsa para a mulher como garantia, na qual estariam os 10 mil reais do golpista. Ao retornar, o casal tinha sumido. Ela, então, foi até o Plantão Central de Imperatriz registrar o caso.

A bolsa que estaria com os supostos 10 mil reais foi aberta na delegacia e havia apenas vários blocos de recibos e uma nota de R$ 100. O policial civil disse à idosa que ela tinha sido vítima de um golpe e que esse tipo de golpe já aconteceu várias vezes.
Postar um comentário