22 dezembro 2018

Polícia fecha cerco e está proxima do mandate do crime que matou prefeito

Preso o sexto suspeito da morte de Ivanildo Paiva

Carlos Ramiro Lima Ramos, vulgo Léo, se apresentou para a Polícia Civil na ultima quinta-feira (20)

O sexto mandado de prisão no caso do prefeito de Davinópolis, Ivanildo Paiva, foi cumprido na tarde dessa quinta-feira (20). O suspeito Carlos Ramiro Limas Ramos, vulgo Léo, se apresentou para a Polícia Civil voluntariamente. De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Praxisteles Martins, "com a prisão do Carlos Ramiro, conhecido por Vulgo Léo, fechamos o ciclo de prisões temporárias dos primeiros investigados. E todos já foram interrogados e trouxeram informações importantes, que foram checadas e confrotadas", disse.

 O mandado de prisão é temporário e tem o período de 30 dias. Segundo o delegado Praxisteles, o próximo passo é identificar o mentor do crime. "O próximo passo vai ser trabalhar com esses dados para identificar o mentor desse crime. Acreditamos que nas próximas semanas a autoria intelectual desse homicídio estará completamente definida e nessa ocasião nós vamos informar a sociedade quem foram os mentores do crime", concluiu o delegado. O prefeito de Davinópolis, Ivanildo Paiva, foi assassinado no dia 11 de novembro. Além de Carlos Ramiro, outros cincos homens estão presos em Imperatriz pelo crime, sendo dois policiais militares, um do Maranhão e outro do Pará. São eles: Willime Nascimento da Silva, Francisco de Assis Bezerra Soares, Gean Dearlem dos Santos Neres, José Denilto Feitosa Guimarães e Douglas da Silva Barbosa.

Nenhum comentário: