25 novembro 2019

Médicos reclamam atraso no pagamento de plantões em Porto Franco

Segundo o médico denunciante, quem reclama ainda é dispensado sem receber o atrasado.

Hospital e Maternidade Aderson Marinho, localizado na cidade de Porto Franco, e que já foi considerado referência em saúde pública na região tocantina, vem passando por dificuldades no atendimento de saúde. 

Recentemente uma jovem mãe (thêê Sales) denunciou nas redes sociais a morte do filho em fase de gestação. Segundo ela, por falta de atendimento médico na maternidade de Porto Franco. 

Esta semana recebemos a denuncia que seria comum o atraso no pagamento dos plantões dos médicos obstetras, e que a empresa responsável pelo contrato do atendimento médico estaria sem receber desde o mês de julho, data do ultimo recebimento, o que justificaria, em tese, a falta de médico e o atendimento precário na maternidade. 

Segundo ainda o médico plantonista, quem questiona são dispensados sem receber os atrasados pelo próprio prefeito Nelson Horácio.

O outro lado_

Entramos em contato com a assessoria de comunicação da prefeitura ainda pela manhã, mas mesmo após a mensagem ficar azul (sinal que alguém leu a informação), nenhuma resposta foi enviada sobre a denuncia. 

Um comentário:

Unknown disse...

E é porque o prefeito é médico. Imaguna se não fosse!