Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



abusopostojk.png

 

Clientes cobraram nota ou cupom fiscal mas os frentistas foram instruidos a não fornececer

 

A procura para abastecer o veículo continuou na noite de ontem (27-domingo), mas em pelo menos um posto de gasolina, bandeira Ipiranga, localizado na Avenida JK, em Imperatriz, o preço chegou a 5 reais e 50,9 centavos, sem justificativa.

Dezenas de postagens tomaram as redes sociais condenavam a atitude dos proprietários do posto.

O PROCON do Maranhão prometeu conter e fiscalizar os abusos e instruiu consumidores a pegar a nota fiscal o cupom fiscal. Muitas reclamações inclusive nas redes sociais revelam o abuso, entretando, os funcionários do posto denunciado estavam instruidos a não fornecer a nota ou cupom fiscal, comprovaria o abuso, mas as imagens divulgadas não deixam dúvidas que ocorreu crime contra o consumidor.

 

Agora cabe ao PROCON tomar as providencias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:55

33751447_2152770081609514_117535503791685632_n.jpg

 

A colisão entre duas motos ocorrida neste sábado tirou a vida da universitária Letícia Vieira, casada e mãe.

O acidente ocorreu na noite de sábado 26, por volta de meia noite, quando ela trafegava em uma motocicleta em companhia do seu esposo, Mayekson Rodrigues, próximo a Concessionária da Toyota, e foram atingidos por outra motocicleta.

Letícia bateu a cabeça na queda da moto e o capacete soltou na hora do impacto, ocasionando o traumatismo craniano que a levou a óbito, mesmo após ser socorrida pelo SAMU.

Os demais envolvidos tiveram apenas escoriações pelo corpo. O marido lamentou a morte precoce da esposa, via rede social; “Nunca vou te esquecer minha rainha eu não consigo entender oq aconteceu eu te amo de mais amo eterno e verdadeiro te amarei por toda a minha vida. Não sei oq eu vou fazer da minha vida agora sem vc meu mundo acabou”

O pai de Letícia morreu recentemente vítima de problemas de saúde.

33729409_1275436795922805_4755352970831331328_n.jp

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:05

WhatsApp Image 2018-05-25 at 10.45.40.jpeg

Encerra hoje a IV Semana Interna de Enfermagem, realizada de 21 a 25 de maio no Hospital Santa Mônica. Voltado para profissionais técnicos em enfermagem e enfermeiros do hospital, o evento tem como objetivo discutir abordagens do universo da saúde na rotina hospitalar e saúde desses profissionais. A Semana também comemora o Dia do Enfermeiro.

A gerente de enfermagem do hospital, Jackeline Medeiros, informa que a Semana tem como tema “Enfermagem: Qualidade na arte de cuidar”. Esse evento é voltado aos profissionais da área, enfermeiros e técnicos de enfermagem dessa instituição, com o objetivo principal de estimular o aperfeiçoamento, promovendo neste espaço a abordagem de vários temas de interesse para a profissão, oportunizando momentos de reflexão, de discussão e de divulgação de conhecimentos com o intuito de promover um cuidado de enfermagem de excelência”.

Um dos participantes do evento foi o doutor André Pagotto, que palestrou sobre a importância da boa postura no ambiente de trabalho e atividades domésticas. Cerca de 80% da população sofre com dores na coluna por causa de uma má postura durante as atividades do dia a dia. “Se você trabalha sentado ou com objetos eletrônicos, verifique sempre ao longo do dia se a altura desses eletrônicos estão na altura dos olhos. E faça pausas de 30 min para se espreguiçar e alongar. Se trabalha por muito tempo em pé, faça pausas para ficar sentado por pelo menos 10 minutos", ressalta.

O médico sugere ainda outras dicas importantes: “usar apoio na região lombar quando estiver sentado, usar apoio para os pés, colocar a cadeira bem próxima à mesa de trabalho, organizar os equipamentos de trabalho perto de você, não dobrar o pescoço para ler, colocar o livro na altura dos olhos”.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:49

 

4ec8e323-bff0-4932-9753-c5505aeb1cf1.jpg

 

O Ministério Público do Maranhão realizou, por meio do Núcleo de Assessoria Técnica Regional e Serviço de Assistência Social das Promotorias de Justiça de Imperatriz, na sexta-feira, 18, a inspeção do Complexo de Saúde DST/AIDS do Município.

A ação faz parte do procedimento administrativo, instaurado pela 5ª Promotoria de Justiça Especializada em Defesa da Saúde de Imperatriz, para realizar fiscalização constante dos serviços de saúde do programa, responsável por fornecer tratamento a pessoas portadoras de doenças sexualmente transmissíveis.

Em 16 de maio, a imprensa local noticiou que não havia médicos para atender os pacientes, já que a única profissional responsável pelo programa tinha pedido exoneração. Além disso, o município também não estaria fornecendo vale-transporte para que os pacientes pudessem se deslocar até o local do tratamento.

Diante da denúncia, o promotor de justiça Newton Barros de Bello Neto, titular da 5ª Promotoria de Saúde de Imperatriz, expediu Recomendação no dia 16 para que o município tome as providências necessárias para sanar as irregularidades em caráter de urgência. “Permitir que persistam tais irregularidades no programa DST/AIDS é fato que não pode ocorrer em qualquer hipótese. Tal fato constitui crime e ato de improbidade administrativa”, comentou o membro do Ministério Público.

Iane Carolina (CCOM-MPMA)
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:30

O secretário Leandro_Fabio (1).jpg

 Em sessão bastante movimentada e com as dependências cheias, a Câmara Municipal recebeu na manhã de ontem (22) o secretário de trânsito (SETRAN) do município para esclarecimentos sobre a polêmica em torno da “Zona Azul”

         Leandro Braga fez explicações das partes positivas e daquilo que atual gestão julga ser bom para o município, mas não mostrou dados de um suposto estudo feito para chegar a essa conclusão e convencer os legisladores de que a medida vai servir para organizar e não aumentar a arrecadação do município.

         A maioria dos vereadores acha inadmissível que um funcionário que trabalha no centro e já ganha pouco ainda tenha que pagar por estacionamento. Todos entendem a boa vontade da prefeitura de organizar o trânsito, mas não penalizando o povo pra chegar a esse objetivo. Foi pedida uma cópia dos estudos feitos tanto das mudanças na D. Pedro II como na implantação da área Azul, mas não houve apresentação de qualquer documento.

         O secretário de trânsito informou que os trabalhadores desses locais serão credenciados e terão espaço exclusivo e gratuito para eles, mas questionado disse não saber a quantidade dessas pessoas no comércio ou o espaço necessário para elas. Falou sobre a porcentagem reservada a pessoas com necessidades especiais e idosos, e que o comércio precisa continuar a crescer, mas para isso políticas publicas para o município devem ser aplicadas e taxar os estacionamentos é uma delas.

         Leandro disse que não se criou nada, e que a taxação é feita em todo o país. Para ele é muito difícil organizar a cidade, pois tudo que se faz a sociedade se mostra contra. Querem a cidade organizada, mas não na frente de suas casas. Explicou que a prefeitura quer chegar num denominador comum e o objetivo é apenas ordenar a cidade.

Dúvidas

Questionamentos recorrentes não foram respondidos:

Como todos os trabalhadores do centro de Imperatriz vão estacionar em dois quarteirões?

Quantos veículos cabem nesses espaços destinados aos funcionários?

Quanto isso vai render para a empresa que irá administrar?

Como democratizar as coisas ouvindo só um lado e impondo de forma unilateral?

         Alguns vereadores pediram a revogação do artigo 5º da lei, que dá poderes à prefeitura de fazer o que quiser com o que foi aprovado. Para eles tarifação não melhora nem aumenta a qualidade de vida do povo, que já é sofrido e a prefeitura a cada dia só impõe mais regras sem debater, sem escutar as pessoas e as categorias.

O decreto

32 ruas foram marcadas em publicação divulgada pela prefeitura. Quando os vereadores receberam e votaram o projeto de lei, era algo para melhorar o transito, mas depois de votado o que foi apresentado não foi uma faixa azul, mas uma cidade azul. A prefeitura quer tarifar o centro todo, sem dar opção de gratuidade, obrigando o cidadão a pagar. Para a casa legislativa deve ser garantido o direito de ir e vir das pessoas, e mais, o direito de escolher se quer pagar ou não.

         Foi explicado que a Câmara Municipal teve a vontade de acertar e ajudar a gestão. Aprovou, mas infelizmente se utilizaram da boa vontade dos vereadores para praticamente transformar todo o centro em área azul.

Polêmica  

         Bebé Taxista (PEM) no uso da palavra disse que nos últimos 10 dias o único assunto em pauta tem sido essa “área azul”, mas que em momento algum discutiram nada com a Câmara ou com o povo. Fazem estudos dentro de quatro paredes e diferente do tempo que o atual prefeito foi começar sua campanha, onde ia nos bairros mais distantes prometendo resolver todos os problemas das pessoas mais humildes, agora faz decretos apenas beneficiando pessoas de fora e cada vez mais prejudicando os daqui.      

         “Estão favorecendo donos de empresas de ônibus (e outras) em detrimento da população. Se não querem ouvir o povo, ouçam pelo menos esta casa. pois teríamos dito ao prefeito Assis que isto é um assalto e ele sendo um delegado não pode ser favorável a isso. Se eu for ao shopping e meu carro desaparecer terão que me dar outro, mas e aqui na famigerada faixa azul? Eu não sei que estudo foi esse que o Sr. Leandro não soube apresentar”, disse.

         Para o presidente da Câmara Municipal, José Carlos (PV), essa sessão só terá efeito se o secretário levar o que aconteceu e conseguir sensibilizar o atual prefeito. Mas acha isso difícil pela forma que as coisas vêm sendo levadas desde o início da gestão atual.

         “Tem pessoas que viviam há 30 anos com uma renda extra na praia do Cacau e no primeiro ano do governo Assis, passaram fome porque foram impedidas de trabalhar. No mercadinho fazem terrorismo com os comerciantes. Na D.Pedro II mudaram tudo sem nenhum tipo de aviso, e agora vem com essa loucura de área azul dessa forma”.

         Para o presidente não adianta ficar brigando com vereador, pois estes são os verdadeiros representantes da sociedade. Podem até tentar enganar a população durante a campanha, mas na gestão tudo aparece.

         “Só iremos agora aceitar o que está na lei. Assis esta sendo destruído pelas suas assessorias. É lamentável. Essa casa exige o dialogo e não iremos permitir que vocês causem mais desordem na cidade. Ate o aniversario de Imperatriz será feito em lugar fechado tirando a renda de mais de 200 ambulantes. Não respondem ofícios, não comparecem as convocações. Chamaram mais de 500 pessoas sem necessidade para fazer política, agora cortam CET dos efetivos, desempregam os seletivados e colocam a gestão num caos.  Não apresentam as contas, dizem que não precisa, assessores incompetentes”.

         O vereador-presidente encerrou a sessão dizendo que o prefeito é conivente com tudo e o caos está instalado na cidade. “Nasci e me criei aqui e acho que Assis tem que administrar, mas seus assessores são incompetentes e o secretario de transito deve entregar o cargo. Que volte a ser investigador, pois é o que sabe fazer”, finalizou.

Sidney Rodrigues - ASSIMP

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:44

CONVITE

 

CONVITE _ SOLENIDADE de lançamento fecoimp 2018.p

 

A Associação Comercial e Industrial de Imperatriz - ACII convida para o lançamento da 18ª FECOIMP. O lançamento ocorre  no proximo dia 29 deste mês, às 19:30 hrs, no Centro de Convenções de Imperatriz.

A FECOIMP é a maior feira multissetorial do Maranhão e movimenta anualmente a economia do estado e já entrou para o calendário nacional de feiras de negócios, ganhando novos formatos e novas abordagens a cada edição.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:39

Concluída reforma da UBS Beira Rio

por Holden, em 17.05.18

41450745584_3e6ebefe69_k_1.jpg

Obra garante melhores condições de atendimento à população

por reginaldo santos

A Prefeitura de Imperatriz concluiu, nesta semana, mais uma reforma de Unidade Básica de Saúde, UBS. Essa é 5º obra entregue em 2018. De janeiro a abril, foram reformadas as UBS´s da Nova Imperatriz, Parque Amazonas, Itamar Guará e Três Poderes, e entregue a do Conjunto Vitória. A comunidade do Bairro Beira Rio tem agora atendimento em instalações modernas e confortáveis.

O posto de saúde foi contemplado com reestruturação geral, incluindo pintura, reparos nas instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias, adaptações com divisórias, para atender demanda da farmácia e sala de vacina, proporcionando mais conforto e qualidade na assistência básica em saúde.

“O Município segue firme no propósito de renovar as estruturas físicas das UBS´s, pois quando a estrutura é boa, isso gera uma satisfação maior de quem presta o suporte e satisfação ao usuário que é atendido em um local limpo e organizado” – afirmou o secretário de Saúde Alair Firmiano.

Segundo ele, será concluída também até esta sexta-feira, 18, a reforma da UBS Vila Macedo. De acordo com setor de engenharia da Secretaria Municipal de Saúde, estão em andamento as reparações do Centro de Especialidades Médicas Três Poderes, Complexo Anhanguera, Milton Lopes, Maria Aragão, Cafeteira, Vila Nova e Vila Redenção II; além de reforma da UBS de Coquelândia para acomodar uma base do SAMU.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:35

reuniao_coleta_seletiva_semarh_2.jpeg

 

Nova empresa de limpeza urbana se reuniu com Secretaria de Meio Ambiente para alinhar trabalho

por Sara Batalha

Na última quinta-feira,10, foi realizada reunião de nivelamento entre a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Semmarh, através dos setores de Projetos Especiais, Coleta Seletiva, Paisagismo e Educação Ambiental, e a empresa vencedora da licitação da limpeza pública e coleta de resíduos sólidos no município, a Sellix Ambiental. Objetivo foi de alinhar as atividades desempenhadas na cidade. 

A empresa apresentou o seu plano de trabalho com atendimento às diretrizes do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, e de que forma atuará na limpeza das vias públicas de Imperatriz, destacando as ações relativas à coleta seletiva. Para as ações, a Sellix disponibilizou dois caminhões, especializados para o recolhimento de recicláveis, que já estão circulando devidamente estruturados para receber os materiais secos.

A secretária da Semmarh, Rosa Arruda, afirma que "a principal beneficiada desse tipo de reunião é a própria comunidade, pois foi uma oportunidade de relatar os projetos e ações em andamento, bem como o que a gestão espera e deseja que seja implantado".

De acordo com Allison Daniel, assessor de projetos especiais da Semmarh,  "a secretaria repassou os projetos em andamento sobre a coleta seletiva no município, as ações já desenvolvidas e as parcerias firmadas com instituições, empresas geradoras de resíduos recicláveis e com a Associação de Catadores de Material Reciclável de Imperatriz (ASCAMARI)", informou.

Da mesma forma, foram colocados em pauta as iniciativas tomadas pelo Município relacionados ao paisagismo e embelezamento da cidade, onde foram destacadas as deficiências, potencialidades e de que forma o serviço pode ser melhorado através da atuação da empresa.

Allison informou ainda que a empresa terá ferramentas para a execução dos serviços da melhor forma possível, atendendo à demanda, melhorando a estética da cidade e beneficiando os agentes que trabalham diariamente com a coleta de resíduos sólidos recicláveis, evitando que estes sejam dispostos de forma incorreta no meio ambiente. "Além disso, ela irá priorizar a execução das ações previstas no Plano Municipal de Resíduos Sólidos, em que teve a participação da comunidade e, assim, desenvolvendo uma gestão mais próxima aos desejos e necessidades da população, da mesma forma com o Plano de Coleta Seletiva", concluiu.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:00

Para os vereadores%2c da maneira que foi (2).jpg

 Prefeito Assis Ramos acena com recuo, até o assunto ser apresentado de forma detalhada aos vereadores

             Na sessão de ontem (15), vereadores debateram a respeito da polêmica em torno da chamada ‘faixa azul’, e do descontentamento geral da população; mais pela forma como foi anunciada - por decreto e com zoneamento geral de todo o centro da cidade - e não pelo fato de ser ruim para o trânsito de Imperatriz.

            Foi informado que essa ação foi apresentada no plano de governo do atual gestor e aprovada pela Câmara no ano passado, mas a implementação está sendo feita de forma errada. Como exemplo, foi exposta pelo vereador Adhemar Freitas Jr (PSC), a situação de quem trabalha no centro: “O trabalhador vai colocar sua moto e pagar oito reais por dia? sete dias por semana? inviável e cruel com as pessoas que já vivem uma situação financeira difícil; isso deve ser esclarecido junto à população que esta apavorada. Podemos ter a faixa azul, mas também os espaços livres. O cidadão não pode ser obrigado a estacionar em local pago. Todo mundo já paga impostos e tributos demais, temos que ter o direito de estacionar sem pagar nada, isso deve ser um instrumento facilitador e não uma punição ao povo”.

            Na aprovação do projeto da faixa azul, também existem isenções (escolas, universidades, hospitais e outros locais discriminados na lei). No entendimento dos vereadores quem trabalha ou estuda não pode ser obrigado a pagar todo dia para estacionar. Da maneira que foi apresentada, a área de estacionamento não tem função de facilitar o trânsito, mas apenas de arrecadar, principalmente por que inclui muitas áreas residenciais, onde moradores não poderão estacionar nem na frente de suas próprias casas.

            “Estão querendo agora privatizar as ruas, o foco está sendo a arrecadação e não a melhoria do trânsito. Devemos organizar, mas dar alternativas às pessoas. Quem vem passar duas, três horas tudo bem, mas e quem trabalha e passa o dia no centro? o impacto no salário dessas pessoas vai ser gigantesco, vamos pedir a suspensão desse decreto, porque não houve discussão sobre o detalhamento e a maneira como isso será aplicado”, disse o vereador Bebé Taxista (PEM).

            Hamilton Miranda (PP) pediu que fosse feito convite ao Secretário de Trânsito para explicar na sala das comissões como será a execução e como irão funcionar na prática esses espaços pagos.

O projeto é faixa azul, não cidade azul

             O presidente da Câmara José Carlos Soares (PV) disse que se alguém quer falar sobre comercio, deve primeiro conversar com ele, pois disso ele conhece. Comercializar, comprar e vender é importante em qualquer meio e para ele faltou a “venda do projeto” para a população por parte da prefeitura; por isso não compraram a ideia. O vereador disse que votou a favor da matéria, e não se arrepende, pois isso vai melhorar o trânsito, mas entende que esse decreto foi muito extensivo e está errado porque não contempla a gratuidade. “A cidade não pode ser toda de faixa azul e o prefeito acena que irá recuar, para que haja discussão e regulamentação correta desses espaços. A informação esta chegando de forma errada ao povo e esperamos que haja sensatez para sentarmos, discutirmos e chegarmos a uma conclusão”.

            José Carlos disse que não irá fazer criticas nem jogar o prefeito numa fogueira, pois ele está tentando acertar e tendo bom senso em dialogar com a casa, mas expressou sua preocupação em ver trabalhadores assombrados, preocupados em ter que separar uma parte dos seus salários, que já são pequenos, só para pagar estacionamento. “Imperatriz se levanta contra aquilo que é prejudicial a ela e nesta questão a opinião pública mostrou a força que tem”, finalizou.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:53

28233097628_532bd8bc55_k.jpg

Com foco na humanização, discussões estão centradas nas diretrizes do SUS

Com objetivo de melhorar o atendimento oferecido na Rede Pública de Saúde, foi realizada nesta segunda feira, 14, capacitação direcionada aos profissionais do Município. Participam nesse primeiro momento, diretores de Unidades Básicas de Saúde, UBS´s, vigias, secretários e recepcionistas do distrito Cafeteira, que abrange as UBS´s da Vila Lobão, Parque Amazonas e Vila Redenção.

De acordo com o coordenador do Núcleo de Educação Permanente da Saúde, NEPS, Manoel Pereira, o treinamento é uma formação sobre o que é o SUS, com foco na humanização do atendimento. Os temas abordados foram: “Como humanizar o trabalho dentro das unidades”, com o fisioterapeuta do NASF, Rômulo Daian, e, “relação interpessoal”, com a psicóloga do NASF, Suzana Alves, que trabalhou sobre relacionamento dentro das Unidades Básicas de Saúde.

Foi realizada também, escuta qualificada para mostrar como os profissionais devem atender os pacientes e, oferecida aos diretores de unidade formação sobre a forma de gerenciar uma unidade da saúde.

“Todos os funcionários da saúde deverão participar da capacitação, que será feita por etapas e passará por todos os distritos da saúde, bem como da Vila Nova, Santa Rita, Bacuri e Nova Imperatriz” – informa Manoel. Segundo ele, haverá também uma capacitação específica para os enfermeiros e médicos que trabalham nas UBS´s.

Para a enfermeira Tânia Sueli, é um evento importante para relembrar questões relacionadas ao SUS, ao atendimento. Vai ampliar o conhecimento que cada funcionário já tem, com a troca de saberes. Ela afirma que “é um feito da gestão atual, para atualizar os servidores e, com isso, só tem a melhorar o serviço de saúde”.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:00

O secretário compareceu à convocação e_SidneyR

 

Ely Samuel tirou as dúvidas dos vereadores e graças a uma intervenção do Presidente da casa um entendimento começa a surgir

            Ontem (08), estava convocado à tribuna da Câmara, o secretário municipal de Planejamento, Fazenda e Gestão Orçamentária Ely Samuel, mas após decisão da mesa diretora proposta pelos representantes da prefeitura, os vereadores resolveram aceitar esclarecimentos fora do plenário. Alguns legisladores se opuseram, mas logo em seguida, Samara Macedo (técnica concursada) iniciou uma breve explanação.

            Rildo Amaral (SDD) questionou o porquê de a técnica ter passado dois meses dentro da Câmara fazendo os levantamentos para incluir as emendas impositivas no orçamento anual da prefeitura para em seguida a gestão determinar novas regras para o cumprimento das mesmas. Para ele parece que tudo foi feito de caso pensado para buscar brechas e barrar a obrigação do executivo.

            O secretário da Receita, Ely Samuel informou que o interesse da prefeitura é efetuar as emendas, que os vereadores tem sido primordiais no crescimento das receitas do município, colocou o PPI (Programa de Parcelamento Incentivado), como uma das grandes medidas aprovadas pela Câmara e que está à disposição para o que for necessário, mas não foi convincente nos argumentos apresentados.

            Para Chiquim da Diferro (PSB), falta habilidade técnica, jurídica e falta também respeito com a casa, pois o orçamento foi aprovado, sancionado e publicado pelo próprio prefeito, para depois vetar as emendas, que estavam dentro do processo, por considera-las inconstitucionais. “Eu nunca tinha visto esse nível de inabilidade, falta de assessoria técnica e desrespeito para com essa casa”, disse. O vereador também acha que existe uma confusão dentro das muitas secretarias, pois tudo foi aprovado para depois ser vetado e o procurador Rodrigo do Carmo afirmou em outra reunião com os vereadores que nunca recebeu nem assinou a documentação enviada para a Câmara. “O secretário da receita diz uma coisa, o procurador diz outra. Uma contradição gigantesca dentro da própria gestão municipal. Falta sintonia com a casa, por isso estão criando todo esse problema em relação às emendas”.

            Neste ponto, alguns vereadores interromperam as falas, informaram que permaneciam na sala apenas para poderem comunicar que a reunião não teria valor algum se não fosse aberta ao público, pois o secretário foi convocado para a plenária e não para um local fechado. Em seguida oito consideraram toda a situação ilegal e se retiraram da sala de reuniões.

            Adhemar Freitas Jr (PSC) explicou de forma clara e pelo ponto de vista jurídico que a Portaria interministerial da Presidência da República, dispõe sobre o regramento das emendas impositivas, mas no município essas regras não existem. Que a prefeitura está se utilizando desse espaço para preencher essa lacuna. Disse que o problema deve ser solucionado, mas não colocando a falha em cima da Câmara. As emendas foram aprovadas, sancionadas e publicadas, e agora querem mostrar falhas técnicas para não cumprir as emendas impositivas. “Na hora de aprovar os técnicos nada disseram e agora apareceram com um documento mal feito, sem embasamento jurídico e sem legislação municipal, inaceitável. Nós somos o poder legislativo, não precisamos apresentar plano de trabalho, pois quem executa e os apresenta é a prefeitura. Se resolve é procurando entendimento, não mandando documento afrontando a casa”, disse.

            Fabio Hernandez (PSC) declarou que a vontade dos vereadores é que as emendas sejam cumpridas, a discussão é nacional em relação a isso, mas a gestão ira pagar caro se não efetivar essas emendas e o prefeito irá responder por improbidade administrativa. “Isso já foi decidido através da aprovação do orçamento e a prefeitura tem a obrigação de cumprir, pois caso contrário serão 21 ações de improbidade, multiplicadas por 48 meses o que fará o prefeito responder por improbidade por tempo indeterminado”.

            Zesiel Ribeiro (PSDB) informou que a receita tem perdido todos os prazos e os vereadores têm feito os meios para atender aos pedidos da prefeitura, mas que todos se sentem usados pela falta de respeito com a casa, após os técnicos virem à Câmara, fizeram toda a parte técnica com auxilio dos edis, para depois vetarem o processo e judicializarem a questão.

            Após 13 assinaturas que validaram a reunião, segundo o secretário Ely Samuel - que mudou o posicionamento - a prefeitura irá sim cumprir com o pagamento das emendas impositivas, assim que for possível, pois realmente elas foram votadas, aprovadas, sancionadas e publicadas pelo prefeito.

            Ao fim da sessão de ontem, José Carlos (PV) disse que se deve ter consideração e respeito pelas pessoas, e não poderia permitir que um cristão pudesse ser execrado ou exposto ao ridículo. Para ele a educação está acima de tudo e no seu entendimento Ely Samuel foi convocado, mas em momento algum foi dito a ele que iria para a Tribuna. Não estava preparado e ao saber que iria para o plenário percebeu o seu desespero, mas que isso é comum, pois até os vereadores sofrem pressão ao se dirigir à galeria. “Alguns colegas pediram que a audiência fosse interna, pois o secretário não teria condições de enfrentar a tribuna, mas nem por isso ele deixou de ouvir e responder a todos os vereadores, não houve manobra e nem reunião secreta, pois foi tudo aberto, a assessoria de comunicação da casa documentou tudo, além da imprensa presente, que vai mostrar isso à sociedade”.

            Para o presidente o prefeito Assis demonstrou respeito à Câmara, no momento em que enviou o secretário e a casa também mostrou respeito ao executivo, tratando o seu secretário desta forma. “O prefeito começa a entende que ele não pode governar a cidade só, e ele demonstra isso no seu gesto de mandar o secretário para prestar esclarecimentos. Realmente ele começa a entender que não governa Imperatriz sem a Câmara”.

            José Carlos disse que o procurador do município, Rodrigo do Carmo informou que irá remover a judicialização das emendas e que o prefeito tentará resolver de imediato as demandas mais urgentes e necessárias. “É mais um crédito que iremos dar a essa gestão, só nos resta esperar que o gestor cumpra com sua palavra”, finalizou.

Sidney Rodrigues - ASSIMP

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:59

WhatsApp Image 2018-05-05 at 09.07.23.jpeg

Várias testemunhas identificaram o Sr. Francisco de Assis Maia como a pessoa que estaria abusando de uma criança de apenas 1 ano de idade. O crime de natureza incomum ocorreu no Bairro Ouro Verde na cidade de Imperatriz-MA, na noite de ontem (4).

A prisão foi realizada pela guarnição da PM Cabo Jairo e soldado Mello, que ouviram previamente os relatos e efetuaram a prisão do acusado.

 

HISTÓRICO DA AÇÃO POLICIAL:

A guarnição foi informada via CIOPS a respeito de um estupro no endereço citado, onde a mãe da vítima estaria acusando seu esposo. Segundo a mãe (Natalia), o indivíduo foi flagrado abusando de sua filha de (1 ano de idade), o mesmo foi flagrado também por outras duas testemunhas cometendo o abuso. Os policiais encontraram o acusado ainda na residência onde realizaram sua prisão, logo em seguida, deslocaram até na Delegacia de Polícia Civil para fazer sua apresentação, sem lesões corporais, para a tomada das devidas providências cabíveis.

informações da assessoria da PM

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:56

IMG-20180505-WA0023.jpg

O corpo do jovem Yury Roseno da Silva, 23 anos, morador Parque Alvorada II, em Imperatriz-Ma, que estava desaparecido desde a ultima quarta-feira (2), foi encontrado próximo ao Riacho Cacau. Informações que a própria família localizou o corpo que se encontrava em alto estado de putrefação.

Segundo a família, Yury teria chegando recentemente da cidade de Goiania. A policia deve apresentar após perícia os motivos que levaram o jovem a morte.  

Desde o dia do desaparecimento que a sua foto vem sendo divulgada nas redes sociais, no entanto, hoje a trágica informação revela o fim que ninguém gostaria de receber. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:47


O governo federal irá penalizar as prefeituras do Maranhão com um corte de R$ 177 milhões, referente ao ajuste anual do Fundeb, já nesta segunda-feira (10), dia no qual também será debitada a primeira parcela de julho do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).
A medida também atingirá o governo do estado, que perderá R$ 47 milhões. O desconto, segundo análise da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), estava previsto para acontecer somente no fim da próxima semana.
O corte do Fundeb foi autorizado por meio de portaria governamental publicada na quinta-feira (06) no Diário Oficial da União. Trata-se de um descumprimento de acordo, por parte da gestão do presidente Michel Temer (PMDB), feito com Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) e a bancada maranhense em Brasília
Nos sistemas financeiros do Fundeb da maioria das prefeituras do estado, o desconto já aparece provisionado (agendado) e está causando pânico entre os gestores municipais, que avaliam o corte, de uma só vez, como “uma situação de caos que irá instalar-se no setor educacional dos municípios, prejudicando diversas ações e o pagamento da folha de professores, por exemplo”.
Leia matéria completa no blog do Ericeira (aqui)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:01


É necessário apenas uma pequena coleta dos preços dos combustíveis (gasolina, etanol e óleo diesel) na capital do Estado e em algumas cidades do interior, para verificar que em outras cidades ocorre um efeito inverso à queda de preços dos combustíveis que os postos vem praticando em todos o país.

 

Preço da gasolina em Posto de combustivel em São Luis

Na capital do Estado, São Luis, o blog Holden Arrudacoletou alguns preços de gasolina praticados nos postos, e constatou, sem muito esforço, uma reduçãosignificativa no preço praticado. É possível abastecer na capital por até R$ 3,25(três reais e vinte cinco centavos), enquanto em Imperatriz, segunda maiorcidade do Estado, os preços são superiores.

Mesmo com as duas reduções da Petrobrás no preço da gasolina e do Diesel nas refinarias, nos dias 14 de outubro e 8 de novembro, ainda não foi possível o consumidor imperatrizense perceber qualquer redução no preço na bomba, ou muito pior, o preço praticado ainda é o mesmo ou maior que após a redução.

 

Se o proprietário do veículo realizar uma boa pechincha,é possível encontrar o preço mais baixo entre 3,70 e 3,68, mas somente empostos de combustíveis afastados do centro da cidade. Em algumas bombas osproprietários parecem desafiar os sistemas de fiscalização e o preço praticado aindaé o mesmo de antes da redução, mesmo com a média nacional estando entre R$ 3,669 eno máximo R$ 3,689.

 

Segundo um proprietário de uma distribuidora de combustívelde Açailândia, que preferiu não se identificar por receio de represarias, com opreço por litro de gasolina para o transporte de São Luis até Imperatriz estarem torno de 7 centavos, em Imperatriz o combustível deveria estar algo em tornode R$ 3,35, contabilizou o empresário.

Preço da gasolina em Posto de Açailândia.

Em Grajaú, ainda mais distante do fornecimento, é possívelencontrar combustível no valor de R$ 3,44 o que reforça ainda mais apossibilidade de haver um cartel operando para não deixar o combustível baixarem Imperatriz.

 

Um gráfico disponibilizado pela Petrobrás mostra queo preço praticado em Imperatriz está muito acima da média nacional. Olevantamento do preço foi feito em mais de 5 mil cidades do Brasil. Vejaabaixo:

 

Evolução dos preços nas últimas semanas:

Gasolina
02/10/2016 a 08/10/2016: R$ 3,653
09/10/2016 a 15/10/2016: R$ 3,654
16/10/2016 a 22/10/2016: R$ 3,671
23/10/2016 a 29/10/2016: R$ 3,669
30/10/2016 a 05/11/2016: R$ 3,676
06/11/2016 a 12/11/2016: R$ 3,681
13/11/2016 a 19/11/2016: R$ 3,675

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:47




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D