Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Em final de carreira, Roseana Sarney e José Sarney deixarão o Estado como receberam em 1966, na eleição do patriarca que prometia acabar com a pobreza e da miséria, hoje, o Maranhão é o Estado mais pobre do Brasil, e esse é legado que será levado para a história da mais antiga oligarquia do Brasil.

  Durantequase meio século de vida pública, passamos a acompanhar o ex-presidente
Maior politico do pior Estado
Sarney comandarum império politico que quase se desfez, mas foi restabelecida pela presença do PT, no poder, a partir da eleição do então presidente Lula, em 2003. 

 A ultima oligarquia do Brasil serestabelecia patrocinada pelo partido que sempre pregou a ética e a moralidadena vida publica, e muito pior, também criticou as oligarquias existentes no Brasil. Quemnão lembra da presença de Lula em Imperatriz, em 2000, pedindo votos para o candidato aprefeito do PT, e insultando aquele que viria a ser um dos maiores aliados,José Sarney.

Pois bem, omelhor governo da vida da filha de José Sarney, Roseana Sarney, também vemajudando a por fim ao até então quase imbatível império politico do Estado do Maranhão. 

Sempossibilidades de eleger o sucessor, o grupo Sarney agoniza num barco que estáprestes a afundar, e como se sabe, nesses momentos o que prevalece é o velhoditado “cada um por si e Deus por todos”. Nesse mesmo sentido é possível observaraliados visto como fieis ‘plantando lideranças’ nos dois lados, para tentar seestabelecer de alguma forma em um provável governo e nova conjuntura politicaque ora se apresenta, e ainda com reais chances que isso aconteça. Se nãobastasse a derrocada da oligarquia, agora, o velho José Sarney, senador pelo Amapá, que prometiatirar o Maranhão da miséria em sua primeira eleição como governador do Estado, em 1966,e teve também como presidente da Republica a mesma oportunidade, no entanto, 'vai amargar o arrependimentoe a solidão de quem não resolveu os problemas de um Estado, mesmo tendo todas asoportunidades para isso', e sai da vida publica tendo o seu Estado de origem como o mais miserável da federação.
foto: o imparcial/escola no interior do MA

E o que ovelho oligarca não imaginava está prestes a ocorrer; Sarney não tem a menor chancede se eleger senador nem pelo Amapá e muito menos pelo Maranhão. Por isso, eleanunciou que não será mais candidato.

O ex-presidente esenador José Sarney (PMDB-AP) não deverá se candidatar à reeleição em outubro.A informação foi divulgada nesta segunda-feira pelo assessor dele no Amapá econfirmada ao GLOBO pelo presidente do PMDB no estado, o ex-senador GilvamBorges. Segundo Borges, a primeira pessoa a saber da desistência de Sarney foia presidente Dilma Rousseff, com quem o ex-presidente viajou de Brasília paraMacapá. Em seguida, Sarney teria comunicado aos partidos aliados.

"Houve umcomunicado do próprio presidente Sarney hoje aos partidos aliados de que eledeclinaria da candidatura ao Senado. Isso é fato. Mas estamos todos sob oimpacto dessa decisão. Estamos órfãos. Esperamos que essa decisão não sejairreversível", disse Gilvam, informando que Sarney confirmou sua ida àconvenção estadual de sexta-feira.

globo/Holden Arruda

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:42


1 comentário

De XOsarney a 26.06.2014 às 14:58

A promessa foi cumprida sem dúvida, acabou com a pobreza e a miséria de sua familia, ou não.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D