Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Nesta etapa, estão sendo contempladas escolas de nove municípios maranhenses, sendo eles Lago da Pedra, Vitória do Mearim, Pinheiro, São Bento, Cândido Mendes, Alcântara, Bacurituba, Tuntum e Gonçalves Dias. Cerca de 40 escolas já foram reconstruídas, em 22 municípios.

Transformar a escola num espaço salubre, digno e acolhedor, onde a dinâmica do processo de ensino e aprendizagem seja prazerosa e transformadora. É com esse entendimento que o Governo do Maranhão dá continuidade, nesta sexta-feira (29), a entrega de novas escolas reconstruídas e reformadas. Desta vez, serão entregues nove escolas, beneficiando mais 4.592 alunos.

Nesta etapa, estão sendo contempladas escolas de nove municípios maranhenses, sendo eles Lago da Pedra, Vitória do Mearim, Pinheiro, São Bento, Cândido Mendes, Alcântara, Bacurituba, Tuntum e Gonçalves Dias.  Um investimento da ordem de mais de R$ 11 milhões garantiu a recuperação de pisos e telhados, renovação de instalações hidráulicas e elétricas, pintura das paredes, instalações de ar condicionado nas salas de aula, instalação de novos quadros, reforma de banheiros, troca de portas e de luminárias, além de instalação da subestação de energia elétrica.

As obras integram o maior programa de investimento na reestruturação da Rede Educacional do Estado do Maranhão, que está sendo executado por meio das Secretarias de Estado de Infraestrutura (Sinfra) e da Educação (Seduc). Só nesta primeira etapa, o Governo do Estado está reconstruindo e reformando mais de 60 escolas da rede estadual, em 39 municípios de diversas regiões do estado. Os investimentos da ordem de R$ 90 milhões beneficiarão diretamente mais de 40 mil estudantes, além de professores e funcionários das unidades escolares.

As obras estão trazendo mais conforto, inclusão e muito mais esperança na construção de uma educação de qualidade, compromisso assumido pelo governador Flávio Dino e que desde os primeiros dias de gestão deu início a ações concretas, estabelecendo um marco histórico nos investimentos direcionados à educação no Maranhão.

Escolas beneficiadas

As primeiras entregas de escolas reconstruídas ocorreram em junho e julho deste ano, beneficiando cerca de 25 mil estudantes maranhenses. Cerca de 40 escolas já foram reconstruídas, em 22 municípios, sendo eles Açailândia, São Mateus, Matinha, Carutapera, Tutóia, Icatu, Morros, Rosário, Caxias, Imperatriz, João Lisboa, Porto Franco, Balsas, Belágua, Riachão, São Luís, Coroatá, Axixá, Codó, Ribeirãozinho, Itapecuru e Timbiras.

As reformas beneficiaram estudantes como José Dantas, que faz o 3º ano do Ensino Médio no Centro de Ensino Alves Cardoso, em São Mateus. “A escola tem o papel de ensinar o aluno e formá-lo cidadão. Com esse trabalho que foi realizado, temos uma estrutura para que a escola cumpra seu papel em nossas vidas”, disse.

Além de estudantes, toda a comunidade escolar se sente satisfeita com os trabalhos das escolas. “Sou professora há trinta anos nesta escola e nunca tinha visto uma reforma. Era um antigo sonho nosso. Tenho certeza que todas essas melhorias, como os ar condicionados nas salas, irá melhorar, também, o nosso trabalho com os alunos, que se sentirão mais motivados em vir para a escola e a aprender”, destacou Saionara Rêgo, professora do Centro de Ensino Clodomir Millet.

Cerca de 300 escolas em manutenção

Ainda na parte de transformação estrutural da Rede de Ensino, o Governo do Estado está investindo na manutenção das escolas, com o intuito de revitalizá-las e dotá-las minimamente de conforto para que os atores ali envolvidos tenham um espaço digno para cumprir seu papel. Atualmente, cerca de 300 escolas já passaram por serviços de manutenções em suas estruturas físicas, com reparos na rede elétrica, hidráulica, sanitária, pintura, dentre outros ambientes.


“A meta é até o final de 2018, executarmos melhorias em todas as escolas do estado, conservando, assim, a salubridade do local onde são desenvolvidas as atividades de alunos, professores e demais servidores”, ressaltou o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:06





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D