Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Últimaedição de 2017 do seminário Revitalização dos Rios Maranhenses e Suas Nascentesaconteceu ontem, em Imperatriz

Anúncios de projetos e açõespara a recuperação do Rio Tocantins: foi assim a sexta e última edição do anode 2017, do Seminário “Revitalização dos Rios Maranhenses e Suas Nascentes”,que aconteceu na manhã deste último sábado, 25, no auditório do Aracati Office,em Imperatriz.

O evento já se consagroucomo o mais importante do estado do Maranhão sobre a temática da preservação domeio ambiente, tendo como foco a recuperação de todos os rios e nascentes doestado.  Ele éuma das ações do programa S.O.S. Águas do Maranhão, idealizado pelo senadorRoberto Rocha (PSDB) e o Instituto Cidade Solidária (ICS) com co-realização doMovimento Ensinando e Aprendendo- MEA. Imperatriz é a sexta cidade a receber oprojeto, que já foi apresentado, ao longo deste ano, nas cidades de São Luís,Pedreiras, Caxias, Grajaú e Balsas.

Além de muitos estudantes,professores, ambientalistas, empresários, gestores, o seminário atraiu também aclasse política. Prefeitos e vereadores de cidades da região estiverampresentes. A composição da mesa foi formada pelo senador Roberto Rocha; oprefeito de Imperatriz, Assis Ramos; ex-prefeito, Sebastião Madeira; vereadorZeziel, representando a Câmara Municipal de Imperatriz; o diretor da Codevasf,Marco Aurélio Diniz; deputado federal, Hildo Rocha, coordenador do seminárioRevitalização dos Rios Maranhenses, Liviomar Macatrão; prefeito de Grajaú,Mercial Arruda; professora Maria da Conceição; o empresário Ribamar Cunha e agerente do Banco do Nordeste de Imperatriz, Gleicyellen Fonseca Marques.

Nesta edição foramdiscutidas questões diretamente ligadas à recuperação do Rio Tocantins, cujaságuas estão secando devido a problemas como assoreamento, poluição, esgotodespejados, dejetos químicos, dentre outras causas que prejudicam o rio e fazcom que os níveis das águas estejam baixando.

A boa notícia, porém, foianunciada pelo senador Roberto Rocha logo na cerimônia de abertura do seminário.Trata-se da ampliação da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do SãoFrancisco e do Parnaíba (Codevasf). O projeto, de autoria de Roberto Rocha, já foisancionado, e agora a Companhia vai poder atuar em todo o Estado do Maranhão,com obras que vão desde ações de infraestrutura, até o planejamento e a execução de serviços que visam revitalizar emelhorar o aproveitamento dos recursos hídricos e do solo, incluindo São Luís eImperatriz, que antes não pertenciam a área de atuação da Codevasf.
“Nósdeixamos para fazer este seminário somente agora, exatamente porque estávamosesperando que o nosso projeto virasse lei. Nós não ficamos somente no discurso,ao contrário, em todos os eventos, apresentamos ações concretas para arecuperação dos nossos rios e nascentes. E, agora, com a abrangência daCodevasf, nós vamos poder atuar na Região Tocantina e, ainda este ano, iremosanunciar obras de revitalização em vários rios maranhenses”, disse RobertoRocha, ressaltando ainda que já conseguiu os recursos para começar os trabalhosde recuperação dos rios Pindaré, Itapecuru e Balsas.

Quem tambémcomemorou a notícia da ampliação da Codevasf foi o Prefeito de Imperatriz,Assis Ramos. Em seu discurso, ele lembrou que Imperatriz é uma das duasprincipais cidades às margens do Rio Tocantins, igualando-se à Palmas, e quevai se beneficiar com a ampliação da Companhia.

“Ainiciativa do senador Roberto Rocha é louvável e nos traz um alento, porque aCodevasf é fonte de recursos para obras, tanto de enfrentamento de secas, comode irrigação e recuperação de rios e riachos”, disse.

Alimentos

Em todos os eventos, aorganização faz a doação dos alimentos não perecíveis, arrecadados com osparticipantes no ato do credenciamento. Em Imperatriz, quem recebeu osmantimentos foi a Fazenda da Esperança, comunidadeterapêutica de recuperação de dependentes químicos.

Segundo o coordenador doevento, Liviomar Macatrão, o Seminário “Revitalização dos Rios Maranhenses eSuas Nascentes” ainda está previsto para acontecer em outras cidades, em 2018.“Dada a importância desta iniciativa que trata de uma causa tão nobre e tãoimportante, que a recuperação dos nossos rios e nascentes, estamos planejamentolevar esse projeto para os municípios que ainda não o receberam”, afirmou.

Esta sexta edição doseminário teve o patrocínio da Codevasf, Banco do Nordeste, Caixa EconômicaFederal, Suzano e Prefeitura de Imperatriz.




Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:14





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D