Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A prefeitura de JoãoLisboa resolveu um impasse do matadouro municipal que perdurava há anos. Umacordo entre a empresa que ganhou a licitação e a prefeitura de João Lisboa,através do prefeito Jairo Madeira, o matadouro municipal será finalmenteentregue a população. O acordo envolveu ainda os açougueiros e comerciantes decarnes.


O matadouro municipal está totalmente equipado comequipamentos modernos e que atendem todas as normas e certificações de saúdepública. Um esforço conjunto do Prefeito Jairo Madeira, Promotora de JustiçaMaria José, Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente do municipio.

Desde o início de seu Governo, Jairo Madeira estevesempre preocupado com a questão do matadouro municipal, fazendo assim mais de15 reuniões no intuito de resolver esses problemas enfrentados pelos criadorese marchantes a fim de dispor de um espaço adequado para abater os animais.

Nesta terça-feira (10/06) chegou ao fim esteimpasse e os joãolisboenses terão uma carne de qualidade, pois o matadouromunicipal irá beneficiar diretamente à população, os produtores e os marchantesde João Lisboa, que antes não dispunham de um local adequado para trabalharemde forma digna e higiênica.

O matadouro de João Lisboa segue os padrões dehigiene com equipamentos novos, profissionais capacitados e treinados paraexercerem suas respectivas funções. Os animais passarão por inspeção doveterinário antes de serem abatidos. “Implantamos o Selo de Inspeção Municipale através dele vamos fiscalizar tanto o abate dos animais quanto a higienizaçãodo local, esta medida serve para que tenhamos uma carne de qualidade em nossacidade”, destacou a Secretária Municipal de Agricultura.


“Estou feliz, pois chegamos a um consenso. Foi umalonga negociação com os responsáveis pelo matadouro, açougueiros, promotoria dejustiça, secretários municipais e vereadores. Mas o resultado agradou a todosinclusive a população, que não receberá aumento algum no preço da carne”,afirmou o Prefeito Jairo Madeira.

Com o matadouro de João Lisboa funcionando dentro dospadrões da saúde pública a cidade será uma referência para toda a RegiãoTocantina. “A tendência é de que os comerciantes do Sul do Maranhão se voltempara João Lisboa, tendo em vista que hoje temos um matadouro em ótimascondições e com o preço da carne mais acessível do que as cidades vizinhas”,disse Vilson Soares, Secretário de Finanças do município.


assessoria

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:44





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D