Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Por Janaina Amorim

As obras de Duplicação e Adequação da Capacidade eSegurança  da Rodovia BR-010,na travessiaurbana de Imperatriz, iniciadas em  2014 eparalisadas por falta de recursos no orçamento federal, serão retomadas nospróximos trinta dias. A informação foi anunciada durante uma reunião entre osecretário de estado da  InfraestruturaClayton Noleto e  o representante HumbertoOliveira,da empresa Edeconsil – Construções e Locações Ltda, responsável pelaobra.

Ele garantiu que a duplicação do trecho da rodovia BR-010 serácontemplada com   recursos   liberados para a continuidade das obras deinfraestrutura no nordeste priorizadas pelo Ministério dos Transportes. “Agorateremos a retomada das obras com a remoção do posteamento e o andamento normal da duplicação da  BR-010 sem os entraves e com os recursosnecessários para seguirmos adiante”, frisou Humberto Oliveira.

A conhecida e aguardada com ansiedade pela Região Tocantina,obra de duplicação da BR-010, inclui a construção de oito elevados, duas novaspontes sobre o Riacho Cacau, e alargamento e reforço de duas pontes nosubtrecho e entre a MA-280 (município de Governador Edison Lobão) e a MA-125 (próximoao município de Cidelândia).  O Eixocentral terá duas pistas com quatro faixas, garantindo maior segurança aosusuários, principalmente  entre oconjunto Itamar Guará e o posto da Polícia Rodoviária Federal, trecho de maiorcongestionamento e problemas no trânsito. 

Segundo  o secretáriode estado da Infraestrutura o governo tem acompanhado com atenção e não vemmedindo esforços para ajudar na retomada das obras para garantir a melhoria dascondições de mobilidade urbana da Região Tocantina. “Nós estamos  empenhados e somando esforços para trazermais esta vitória para a população, para isso, nos reunimos sistematicamentecom a empresa responsável pela obra e com o DNIT buscando soluções, parcerias ealternativas para vencer os obstáculos que emperram o andamento da duplicaçãoda BR-010”, explicou Noleto acrescentando que a retomada das obras é a garantiadas condições necessárias para a continuidade do desenvolvimento econômico  e social da Região Tocantina. “Menos tempo notrânsito, , mais segurança, maior comodidade, melhor logística para otransporte de mercadorias e consequentemente mais  geração de empregos e mais  qualidade de vida”.








Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:21





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D