Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Crime ocorrido com professor Antônio Rodrigues, de 51 anos, no centro da cidade, demonstra a falta de açãopreventiva da policia militar.

Apesar de ser quase que constante a aparição de veículos dapolicia Militar nas ruas da cidade, pouco se vê, ainda, a abordagem dessespoliciais a atitudes suspeitas.
Assaltos e práticas como a saidinha, realizada porassaltantes, com abordagem a clientes bancários que deixam a agencia são comuns,e na sua maioria não são registrados na delegacia de policia.

Na ultima semana um empresário foi abordado por assaltantes na frente dacaixa econômica Federal, onde foi obrigado a entregar toda a quantia sacada. Oempresário, que preferiu não se identificar, não foi até a delegacia poracreditar que pouco resolveria e ainda, por ser empresário, aumentaria suaexposição ao criminoso.

O crime ocorrido ontem a noite contra a vida do professor de Inglês, revolta toda a sociedade imperatrizense, pois expõe a fraqueza do sistema desegurança e amedronta toda a população que teme a incidência, ou a alta exposição ao circular nas ruas à noite.

Ver a viatura nas ruas da cidade não é exatamente coibir oscrimes, esse é o problema. É comum vermos na troca de comando do PM, a respostaquase que diária a sociedade, onde viaturas e policiais podem ser vistos a todoo momento fazendo abordagem e reprimindo a violência.

A morte do professor Antônio Rodrigues da Silva, nada mais é que a exposição da fragilidade do sistema de segurança, que deve dar sua respostaquanto antes a sociedade, pois é inadmissível que um crime desse tipo ocorra;pois a motivação do crime não aparenta ser é um acerto de contas e nem de crimede pistolagem - casos onde a motivação pelo crime o torna quase inevitável -  mas mostra claramente a fragilidade do sistema da policia ostensivae preventiva.


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:54


2 comentários

De Blog do Marcelo Lira a 31.10.2012 às 19:05

Concordo plenamente, na maior parte do tempo vemos as viaturas pelas ruas mas com pouca ou nenhuma ação, é necessário que seja feita uma operação permanente focada principalmente na abordagem de motos com dois ocupantes, principalmente se ambos forem homens, pois esta é a configuração preferida dos criminosos para praticar suas ações e fugir com agilidade...

De Anônimo a 04.11.2012 às 14:09

Não só em cima de motos, más em cima de bicicletas. Quando você vê duas, três pessoas juntas andando de bicicleta, pode se abordar, que de 10 (dez) abordagens, 05 (cinco) os caras estão armados, sendo que a maioria são menores.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D