Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O que nos faz sentir pressão não éa crítica do adversário, ou o que sai na imprensa, mas sim o meu senso deresponsabilidade. A tragédia da malha viária de Imperatriz não é culpa minha,eu estou prefeito ha 44 dias, prazo insuficiente para que se faça qualquerlicitação ou se acumule dinheiro para fazer a obra necessária, mas eu sou oresponsável por uma solução e estou buscando alternativas. Não herdei serviçoslicitados e muito menos recursos para enfrentar essa situação. De qualquerforma vamos aplicar um paliativo, provavelmente a partir da semana que vem -foi o que disse o prefeito Assis Ramos, quando participou, ao vivo, nestaterça-feira, 14, do JM 1a. Edição da TV Mirante, e numa entrevistaao jornalista João Rodrigues, de O Estado.

            O tema do encontro com a imprensa,ontem, foi basicamente a situação das ruas de Imperatriz, tomadas por buracos noasfalto, no Centro e nos bairros. “É uma situação generalizada que se agravacom o volume de chuvas, 40% mais intensas do que a média dos anos anteriores.Um tapa-buraco, por mais abrangente que ele seja, vai ser só um paliativo,porque a nossa malha viária inteira está arruinada. Um processo de licitaçãoleva, no mínimo, 90 dias e, devo dizer, fui eleito para ser prefeito, não maisum réu. Sou legalista e vou fazer as coisas de acordo com a legislação. Agoranos apareceu uma chance de aderir a um registro de ata, vamos fazer, paracontornar no que for possível esse quadro de destruição”- informou o prefeito.

            De acordo com o que foi dito nasduas entrevistas, os buracos começam a ser tapados no início da próxima semana.“Sabemos que é um serviço que vai nos adiantar muito pouco, mas se não fizermosisso, as águas vão se infiltrando mais ainda e acabando com o que ainda restado asfalto. O que tem que ser feito é um novo pavimentoe, para isso, vamos em busca de recursos. Já estamos fazendo projetos e tocandoentendimentos com Brasília. O meu propósito é asfaltar de novo Imperatrizinteira, não sei se neste ano ou nos próximos quatro anos. Mas é isso que temque ser feito” – afirmou o prefeito.

            Nesta quarta-feira, 15, o prefeitoembarca nas primeiras horas da manhã para a capital federal. Vai com audiênciasmarcadas nos ministérios da Saúde, das Cidades e do Meio Ambiente, prospectarrecursos para o Socorrão, para   “a reconstrução”da malha viária da cidade e para a recuperação de pontes e acessos aos bairros.Ele citou os senadores João Alberto (PMDB) e Roberto Rocha (PSB) e o deputadofederal João Marcelo (PMDB) como políticos que estão oferecendo solidariedadeao momento vivido pelos imperatrizenses.  
ASCOM/PMI


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:09





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D