Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Mulherescarentes, que sobrevivem da venda da amêndoa e do óleo extraído de coco babaçu,moradoras do Povoado São Félix, no Município de Imperatriz, serão beneficiadas comáreas de 250 metros quadrados, destinados a moradia popular.
foto: Vanuza Babaçu

Segundoinformações do secretário Municipal de Regularização Fundiária, Daniel Pereirade Souza, o Projeto de Lei, de autoria do Executivo Municipal, será entregue naCâmara Municipal e Vereadores na próxima semana.

DanielSouza adiantou que a proposta apresentada pela Secretaria de RegularizaçãoFundiária Urbana (SERF) prevê, além da doação de áreas para a destinação socialde moradia, projeto arquitetônico, alusivo as casas que serão construídas, e umespaço destinado à convivência e formação de mulheres quebradeiras de coco deSão Félix.

“Oprocesso de regularização fundiária, pensado pelo Prefeito Madeira, é amplo eatende ao desiderato constitucional de moradia. Por outro lado, há uma dívidahistórica do Estado Brasileiro com mulheres camponesas, vítimas da pobreza,sujeitas a todo tipo de exploração, que sobrevivem do beneficiamento artesanaldo coco babaçu. Esse projeto de lei resgata o compromisso que nós temos com ospobres e com as mulheres vítimas da própria pobreza”, explicou Daniel Souza,garantindo que o direito de moradia, previsto na Constituição Federal, deve serexecutado na prática.

foto: Aquino Maranhão
PelaLei, a mulheres beneficiadas, comprovadamente hipossuficientes e sem moradia,não poderão, por um prazo de 20 (vinte) anos, vender, alugar, ceder e/ou doaros imóveis.

VILA DAVI II

Moradores de Assentamento Urbano Vila Davi II, já beneficiados com ação possessória patrocinada pela Secretaria Municipal de Regularização Fundiária Urbana, são, agora, beneficiados com Ação Coletiva de Usucapião.

O processo judicial (11700-09.2014), que tramita, por dependência, na 4ª Vara Cível da Comarca de Imperatriz, beneficiará mais de 300 famílias da Vila Davi II, ora alvo de tentativa de esbulho.

Para o secretário de Regularização Fundiária, os moradores da Vila Davi II, ameaçados de expulsão, não poderiam ficar desamparados porque, segundo ele, lá estão desde os idos de 90, depois de uma doação de uma grande faixa de terra, realizada pelo então deputado federal, Davi Alves Silva (morto em setembro de 1998), cujo local, como se sabe, deu origem a um dos bairros de Imperatriz.

“Tenho convicção que vamos vencer mais essa batalha em favor dos moradores da Vila Davi, se lhes garantindo o direito à terra e a moradia. Tenho reiterado, várias vezes, que é papel da Secretaria de Regularização Fundiária socorrer, também, àquelas famílias alvo de esbulho”, destacou Daniel Souza.


(Assessoria Serf)


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:19





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D