Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



07 - Segundo o secretário Alair Firmiano, de jane

 

Secretário de Saúde levou esclarecimentos acima da possibilidade de entendimento de alguns vereadores, que nem se quer sabiam o que é 'atenção básica'.

A audiência pública solicitada pela câmara para ouvir o secretário de saúde de Imperatriz, o médico Alair Firmiano, praticamente consolidou o bom trabalho que vem sendo realizado na saúde, apesar das dificuldades consideradas naturais.

O vereador Bebé Taxista limitou-se a virar contra o secretário pelo fato de “ouvi dizer” ou “o povo fala”, nada mais que isso. E travou um nível de questionamentos que acabou deixando o vereador intimidado, principalmente por não conhecer praticamente nada de como funciona o sistema de saúde do município, o que é muito ruim para um parlamentar.  A rede de atendimento, por exemplo, em um dos pontos fundamentais chamada de “atenção básica”, foi confundida com copos e água mineral. O secretário, por sua vez, tentou explicar ao parlamentar que atenção básica é outra coisa, apesar do nome parecer que seria o mínimo que deveria ser feito, como lavar o banheiro, limpar o chão e não deixar faltar água.

Alair reconhece, no entanto, que as dificuldades são pertinentes a burocratização do próprio sistema, como um problema recente no sistema do Governo Federal e a demora para recuperar equipamentos que dão problema, que na sua maioria não possui peças de reposição no país. O secretário explanou com propriedade, com sensibilidade e afastou do debate inclusive os críticos de sempre, como Carlos Hermes e Aurélio, que praticamente não participaram da audiência.

“Com todas as dificuldades a cidade de Imperatriz possui uma saúde pública melhor que em grandes centros”, explicou. Ao final, a única deficiência listada passiva de criticas ficou por conta do cumprimento de prazos da prestação de contas, questionada pelo presidente Zé Carlos, os outros questionamentos foram ofuscados pela segurança e propriedade do secretário de saúde.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:59

reunie_barrac.jpg

 

Melhoria dos serviços oferecidos à população também foi abordada

por Francisco Lima

A Superintendência Municipal de Proteção e Defesa Civil se reuniu, na manhã desta quarta-feira, 6, com a Associação dos Proprietários de Barcos da Região Tocantina, Aprobarco, que fazem o transporte aquaviário na Praia do Meio. Foram debatidos assuntos de segurança, controle, organização e melhorias dos serviços aos para frequentadores e banhistas durante o período de veraneio 2018.

Participaram também os segundos sargentos da Marinha, Agência Fluvial de Imperatriz, Francisco Oliveira e Carvalho Veras, que distribuíram panfletos com dicas de segurança e questões de fiscalização das embarcações e de seus condutores

De acordo com o superintendente da Defesa Civil, Josiano Galvão, intuito é minimizar os riscos de acidentes, salvar vidas, e garantir a segurança dos barqueiros e banhistas, principalmente, durante travessia para Praia do Meio. “É um trabalho árduo que leva algum tempo, mas com apoio da classe, da Marinha, Corpo de Bombeiros e de outras instituições que atuarão durante a temporada, alcançaremos bons resultados”, ressaltou.

O presidente da Aprobarco, Raimundo Marinho Silva, afirma que o momento abriu oportunidades para troca de experiências e reivindicações dos associados.“Contamos com parceria dos órgãos, para que possamos trabalhar mais organizados e desempenhar um serviço de qualidade para comunidade. Isso mostra que estamos preocupados com a segurança de todos nós”, avalia.

Outro ponto abordado foi sobre a exigência de coletes salva-vidas, identificação dos barqueiros que atuarão na área de embarque, proibição de animais nas praias e de menores que atuam nos serviços de travessia de passageiros. Ficou agendada próxima reunião entre os órgãos, no sábado, 9, para tratar de novas demandas, às 9h.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:00

saudgtehdyruiggogl-1.jpg

 Secretário prestou esclarecimentos sobre diversos setores da Atenção Básica e da Urgência e Emergência

 por Maria Almeida

Foi realizada na manhã dessa terça feira, 5, audiência sobre a saúde pública na Câmara de Imperatriz. O secretário Alair Firmiano, utilizou o plenário Léo Franklin, para apresentar a situação atual e responder questionamentos da bancada de vereadores.

Sobre a falta de materiais nas Unidades Básicas de Saúde, ele explicou que houve atraso na licitação dos materiais de limpeza, devido problemas de impugnação judicial durante o processo licitatório. “Mas o funcionamento da Atenção Básica não se resume a isso (falta de papel), os médicos estão atendendo normalmente. Recebemos 42 equipes de Estratégia e Saúde da Família bloqueadas. Hoje estamos com todas as UBS’s funcionando com suas respectivas equipes” - ressaltou.

Sobre os atendimentos odontológicos, Alair informou que tem uma equipe de manutenção periódica para resolver os problemas. “O que acontece é que são materiais muito antigos que quebram constantemente, no entanto, já estamos com licitação em andamento para compra de oito novos gabinetes odontológicos, que vai substituir os mais antigos e precários que apresentam problemas recorrentes” - revelou.

 

Quanto aos questionamentos sobre a ressonância, Alair esclareceu: “Nosso aparelho do CDII – Centro de Diagnóstico por Imagem de Imperatriz está sem funcionar há dois meses, porque uma peça queimou com uma queda de energia. Mas já temos o laudo da philips, emitido por uma equipe que veio pessoalmente verificar, que demorou 15 dias para chegar. Ela custa R$ 232 mil reias, e somente a empresa pode colocar. Já foi solicitada, no entanto, a peça é importada, vem da Alemanha e deve demorar ainda cerca de 60 dias. Enquanto isso, estamos realizando as ressonâncias na rede conveniada” – afirmou.

Durante o debate, o vereador Alberto Sousa (PDT) destacou que tem acompanhado a situação da saúde pública na região e reconhece os avanços. “Conhecemos as cidades da região e do Brasil, a única que ainda funciona a saúde é Imperatriz. Não é fácil administrar uma saúde com as portas do Ministério fechada. E sabemos que em um raio de 500/600 km Imperatriz é o único lugar onde ainda funciona e por isso atrai mais gente” - pontuou.

Sobre as colocações, o secretário citou alguns exemplos que demonstram as melhorias na saúde pública municipal como a implantação de projetos, reformas, readequações, fim das filas de cirurgias ortopédicas, aquisição de novos equipamentos a exemplo dos carrinhos de anestesia, uma autoclave para o HMI que chega esse mês, instrumental cirúrgico, e 03 aparelhos de raio X.

“Ainda não atingíamos o ideal. A saúde pública é subfinanciada. Há 10 anos não tínhamos reformas nas UBS’s, e já reformamos mais de cinco e estamos com 16 obras em andamento e vamos dar continuidade até reformarmos todas, mas isso demanda tempo e recurso. Não temos dinheiro para fazer no tempo que gostaríamos” - ressaltou.

Ele anunciou também mais 10 novos leitos de UTI na saúde pública de Imperatriz, que serão custeados totalmente pelo Município e passarão a funcionar ainda na primeira quinzena de junho.  Questionado sobre a saúde mental, Alair explicou que o Ambulatório não está sendo fechado, mas sendo vinculado à Atenção Básica, conforme orientações do Ministério da Saúde.  Ele acrescentou ainda que para melhorar a assistência ao paciente psiquiátrico foram preparados oito leitos no Socorrão para esse público. “Esses pacientes precisam ser atendidos como um todo. Independente da condição psíquica ele tem que ser tratado clinicamente” - esclareceu.

O secretário destacou ainda sobre o seletivo para contratação de Agentes Comunitários de Saúde, que devem ser convocados para assumir o cargo em setembro, pois no momento o Município não pode admitir novos servidores por causa da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:05

Daniel Fiim, o trunfo governista...

por Holden, em 03.06.18

20180413_222154.jpg

 

Daniel Fiim tem surpreendido nessa primeira etapa, principalmente por conta do seu folego para manter tanto uma assídua jornada profissional quanto a atividade política.  Pré-candidato a Deputado Federal, Daniel Fiim discursa com propriedade em suas andanças, e destaca-se como se tivesse uma carreira política, o que surpreende mais uma vez.

Daniel tem o apoio de um dos grandes e habilidosos nomes da política nacional, o ex-ministro e Deputado Sarney Filho, e ainda integra o ‘rol’ de candidatos de interesse do PV, o que lhe eleva a possibilidade considerável de obter sucesso eleitoral nas próximas eleições.

Outro ponto considerável é o apoio do prefeito Assis Ramos, que apesar das dificuldades administrativas, é prefeito. Outro candidato apoiado por Assis é o filho do Senador João Alberto, João Marcelo, que apesar do mandato, é desconhecido e considerado apático, apesar das chances eleitorais proporcionada pelo traquejo e poder do pai.

Daniel Fiim ainda não foi experimentados nas urnas, mas possui grandes chances de representar a cidade no parlamento federal e ainda dar folego ao governo Assis, que precisa demonstrar força elegendo um candidato nesta eleição e principalmente, com uma votação expressiva dentro de Imperatriz, o que certamente não seria muito fácil com João Marcelo e nem com Fátima Avelino.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:58

assis_agu_fundeb.jpeg

 Recurso do Fundeb poderá ser usado na construção de escolas

por Mariana Campos

Em reunião, na tarde desta segunda-feira, 21, em São Luís, o prefeito Assis Ramos, acompanhado do Procurador Geral do Município, Rodrigo do Carmo, assinou acordo junto à Advocacia Geral da União, AGU, para investimentos na educação imperatrizense. O recurso autorizado é advindo de verbas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, Fundeb, que não foram devidamente repassadas ao Município, entre os anos de 1999 e 2003.

Com empenho do Município de Imperatriz, e o trabalho do prefeito Assis, o valor entra na lista dos precatórios ainda este ano, estando disponível a partir de 2019. Com a liberação, a prefeitura poderá investir na construção de escolas, diminuir o número de aluguéis de prédios públicos, resultando em economia significativa aos cofres públicos.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, e a ministra da AGU, Graice Mendonça, já autorizaram o acordo, na presença de Assis Ramos; Rodrigo do Carmo, e Fabrício Santos Dias, Procurador Chefe da União. Vale ressaltar, que Imperatriz é a segunda cidade do Brasil e a primeira do Maranhão a efetivar o acordo.

A atual gestão tem se esforçado para trazer à Imperatriz mais investimentos para a educação. Com esforço e dedicação, este acordo traz, não só economia, mas melhorias nas condições físicas das escolas. Por telefone, o prefeito destaca a satisfação em garantir um avanço significativo para a cidade. “Investir na educação deve ser prioridade de qualquer gestor. Assegurar o investimento de R$ 90 milhões, traz à Imperatriz um salto enorme, e economia aos cofres públicos municipais. Além de oferecer às nossas crianças mais conforto e qualidade no ensino”, finaliza.

FUNDEB

O Fundef vigorou até 2006, quando foi substituído pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D