Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



42021978541_9aae4d8847_z.jpg

 Por Renan Melo/Poder360

O PSDB lançou na tarde desta 2ª feira (14.mai.2018) a pré-candidatura do senador Antonio Anastasia, 57 anos, ao governo de Minas Gerais para as eleições deste ano. A cerimônia não contou com a participação do também senador e ex-presidente tucano Aécio Neves (MG).

No lançamento, a candidatura de Anastasia já recebeu o apoio de 4 partidos: PSD, PPS, PTB e PSC. A expectativa é sobre uma possível aliança com o MDB, que rompeu com o governo petista no Estado e ainda não definiu que caminho tomará nas eleições.

O petista Fernando Pimentel comanda o governo mineiro desde 2015. Ele enfrenta 1 processo de impeachment que o deixa nas mãos de 1 emedebista, 0 presidente da Assembleia Legislativa do Estado, Adalclever Lopes (MDB),

“Quando fui candidato em 2010, ainda que na época o adversário fosse do MDB, centenas de prefeitos do partido me apoiaram. Claro que há abertura de diálogo com o MDB, assim como com outros partidos. Mas isso sem pressa e com respeito às posições”, disse Anastasia em coletiva de imprensa.

Anastasia tem sido pressionado para concorrer ao governo mineiro. Com o enfraquecimento político de Aécio Neves, o PSDB teme perder espaço em Minas Gerais. O Estado corresponde ao 2º maior colégio eleitoral do país, perdendo apenas para São Paulo.

Em 2014, Pimenta da Veiga representou o PSDB na eleição para o Executivo mineiro. Ele perdeu o pleito para Pimentel.

Em 2016, uma nova derrota do PSDB mineiro. Na disputa pela prefeitura de Belo Horizonte, o tucano João Leite foi derrotado por Alexandre Kalil (PHS).

Antonio Anastasia já foi governador de Minas Gerais. Ele esteve à frente do Executivo local de 2010 a 2014. O tucano foi vice-governador durante a gestão de Aécio Neves e foi eleito para o cargo nas eleições de 2010. Em 2014, Anastasia foi eleito senador.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:48

images7Ccms-image-000590617-1.jpg

 

 O deputado federal José Guimarães (PT-CE) criticou o governo de Michel Temer, após um levantamento divulgado no G1 apontar que o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) celebrou 170.905 novos contratos de financiamento de cursos de graduação em universidades particulares brasileiras em 2017, sendo o número mais baixo em seis anos.

“Mas a propagando do governo não dizia que o programa seria ampliado? – Número de novos contratos do Fies em 2017 é o menor em seis anos”, escreveu o parlamentar em sua conta no Twitter.

Nos últimos oito anos, o Fies celebrou 2.419.748 contratos de financiamento, sendo 50,1% deles apenas nos anos de 2013 e 2014.

Brasil 247 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:23

Por O Antagonista 

odediorio.jpg

 

Dos US$ 56,5 milhões de propina, identificados pela Operação Déjà vu, US$ 31 milhões foram destinados a operadores do PMDB.

Segundo o MPF, o pagamento desse valor se deu por meio da utilização de contas mantidas por operadores financeiros no exterior, que se encarregavam de disponibilizar os recursos no Brasil.

“Essa 51a fase da Operação Lava Jato revela um caso em que, infelizmente, houve o ciclo completo da corrupção. Mediante a promessa e o efetivo pagamento de mais de R$ 200 milhões de propina em favor de diversos agentes públicos, operadores financeiros e representantes de partidos políticos, a construtora Odebrecht foi ilicitamente beneficiada antes e durante a execução de um contrato de mais de R$ 3 bilhões com a Petrobras. Os prejuízos para os cofres públicos decorrentes dessas práticas criminosas ilustram bem os efeitos deletérios do capitalismo de cupinchas ou de compadrio”, afirma o procurador Roberson Pozzobon.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:00




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D