22 março 2017

Procuradoria da Mulher e Movimentos Sociais debatem "Violência contra a mulher"


A deputada Valéria Macedo (PDT) ocupou a tribuna, na manhã desta terça-feira (21), para fazer um relato sobre a primeira reunião da Procuradoria da Mulher com representantes dos Fóruns de Mulheres, das Associações e dos Conselhos Municipais e Estaduais da Mulher.

Durante a reunião, realizada na semana passada, foram agendadas várias atividades que serão promovidas pela Procuradoria da Mulher. “Nesta nossa primeira reunião, foi abordada a questão da violência contra a mulher - inclusive é uma das temáticas mais abordadas em todas as nossas conversas - a desigualdade de gênero, o debate sobre a ausência da mulher no poder e vários assuntos referentes a alguns municípios também foram colocados”, afirmou Valéria Macedo.

A reunião contou com a presença da coordenadora da Delegacia das Mulheres, a delegada Kazumi Tanaka, e da professora Mary Ferreira, coordenadora do Fórum Maranhenses de Mulheres e pesquisadora da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Também participaram do encontro a presidente do Conselho Estadual da Mulher e membro do Grupo de Mulheres Negras Mãe Andresa, Lúcia Gato, além de diversos representantes de movimentos sociais.

CASA DA MULHER

Em seu discurso, a deputada Valéria Macedo informou que, na próxima quinta-feira, o Maranhão receberá a visita oficial da ministra de Estado de Direitos Humanos, Luislinda Valois. Ela virá visitar as obras da Casa da Mulher Brasileira, que estão em execução na Avenida Carlos Cunha, no bairro Jaracati.

“Esta Casa é uma iniciativa do governador Flávio Dino, em parceria com o governo federal, que já está praticamente concluída. Estão terminando apenas os ajustes de móveis finais, mas que já está toda coordenada com todos os órgãos que vão fazer parte da Casa da Mulher Brasileira, em São Luís”, frisou a deputada.

Ela explicou que esta Casa será uma inovação no atendimento humanizado. Pois lá haverá a integração de vários espaços e serviços especializados para os mais diversos tipos de assistência, para atender a mulher nos mais diversos tipos de violência.

“Portanto, nesta quinta-feira agora vamos receber a ministra dos Direitos Humanos, a Senhora Luislinda, que estará fazendo uma visita oficial à Casa da Mulher Brasileira, para que nós possamos pedir o mais rápido possível, que o ministério, que o governo federal autorize que se inaugure esta casa, porque as mulheres maranhenses precisam muito desse aparato público para que nós possamos reforçar cada vez mais essa trincheira de combate a todo tipo de violência contra a mulher”, destacou Valéria Macedo.
Postar um comentário